Horimiya – Uma Comédia Romântica Sem Clichês | Impressões

 

Uma comédia romântica sem clichês que vai alegrar o seu dia….

Horimiya começa com um estudante que tem um segredo que não quer que ninguém descubra descobrindo o segredo de uma aluna do colégio, que esconde sua verdadeira personalidade. Ambos começam a interagir após descobrirem os segredos um do outro, e a relação deles vai se desenvolvendo.

Essa obra é atualmente minha comédia romântica preferida. Ela não apela para um bando de clichês do gênero, e o mais importante, eu acabo com um sorriso de todo tamanho a cada capítulo. É uma obra que te deixa pra cima, feliz de ver a felicidade e situações cômicas da vida alheia (mesmo que de personagens fictícios).

A obra não apresenta os famosos arcos de dramalhões, aonde o casal briga e só fica junto de novo no climax de final de arco. Não inventa rivais românticos que conseguem separar o casal, e, principalmente, não enrola o romance.

Chega determinado momento que o Namoro parece o próximo passo e ele ocorre, e isso em apenas uns 25 capítulos, de mais de 70 que a obra já tem. Só porque começaram a namorar não significa que a relação não possa ser aprofundada e ainda desenvolvida. E sim, tem sexo, sutil pra caramba, quase imperceptível para alguns avoados, mas deixam bem claro que eles fazem o que casais fazem. É algo encarado de forma tão comum que nem mesmo focam muito na cena.

Resolvido o casal principal nos primeiro 30 e tantos capítulos vem o aprofundamento dos personagens secundários. Os protagonistas ainda são o foco, mas temos alguns capítulos desenvolvendo a relação e alguns casais de amigos do colégio.

É bacana ver tanta gente legal junta. Não que alguns não tenham personalidades difíceis ou cometam erros, mas são em essência boas pessoas. As que não são dificilmente ganham foco, ou estão no grupo de amigos dos personagens centrais.

E voltando ao casal principal, tem uma cena bem emocionante no cap 50 e tantos (ou seria 60?), mas não vou comentar aqui para não estragar a surpresa. Acho lindo como o autor consegue emocionar com a obra sem criar dramalhões ou apelar para os truques mais comuns.

As chances de um anime também são altas com as vendas que a obra vem conseguindo, emplacando 200k com facilidade em seus volumes do mangá. A obra parece estar perto do fim, então se o anuncio vier não deve demorar.

Quem quer uma boa obra de comédia romântica, com protagonistas carismáticos, um romance que não enrola, e não apela para os clichês mais comuns do gênero, dê uma olhada nesse porque é muito bom. E o melhor, se você estiver em uma bad pode até alegrar o seu dia. Me surpreendo sempre com o poder dessa obra de me deixar sentindo mais leve e alegre conforme leio os capítulos.

Nota do autor

 

Votem no app da Panini para ela trazer o mangá para o BR: Aqui o Link. É só clicar em “Onegai-Desu” e escrever o nome da obra “Horimiya” ali nos comentários desse app do Facebook que linkei. Aproveitem e escrevam Sword Art Online Progressive, Tasogare Otome x Amnesia e Maoyuu Maou Yuusha: ‘Kono Watashi no Mono to Nare, Yuusha yo’ ‘Kotowaru!’. Vão achar meus comentários ali se trocarem a ordem por “mais recente”.

Mas para quem não quiser arriscar (ou esperar), existe a versão em inglês vendida pela AmazonBR: Aqui.

Outras recomendações:

  1. Goblin Slayer – Uma Aventura Dark Bem Violenta [Com Vídeo]
  2. Progressive – O Reboot de Sword Art Online Focado no Arco 1 como Todos Queriam [Com Vídeo]
  3. Dead Tube – Um Terror Psicológico Brutal [Com Vídeo]
  4. House of The Sun – Um Belo Romance tratando o Tabu da Diferença de Idades