We Never Learn #08 – Impressões Semanais|Sai que é sua, Uruka!

Verdade seja dita, toda comédia romântica tem seus clichês e momentos de service aos fãs, mas o que difere uma boa romcom de uma ruim? A resposta para essa pergunta é tão simples quanto parece, afinal, tudo se resume a direção. Yoshiaki vem fazendo um ótimo trabalho na direção geral do anime, com acréscimos criativos aliados a seu ótimo timing cômico.

Parecia até o DiCaprio em Titanic: “I’m king of the world!”

Você tem dois momentos muito bem trabalhados, e que conectados dão muito mais sentido para o roteiro. Primeiro, tivemos a adaptação do capítulo 22, que eu até achei que tinha ficado para trás, já que o episódio 7 cobriu o 25, porém, o caso da banheira foi resgatado e fez uma ótima “ponte” para a situação com a Uruka na segunda parte. A Takemoto volta a ganhar destaque, e essa alternância entre as garotas é até bem interessante.

Na esquete da banheira, tivemos ótimos gags, hints e revelações. As partes engraçadas ficam para os ciúmes da Ogata logo no início, só porque ele elogiou a Uruka por ela saber mexer no Google; para o pai da Rizurin, que, regressa mais protetor do que nunca, e para a icônica cena do smartphone caindo na água. Sobre revelações, pudemos vislumbrar, pela primeira vez, a Fumino ficando mexida por causa do protagonista, é uma questão de tempo para ela “cair de amores”, em suma, creio que o anime deva fechar exatamente onde isso ocorre.

Por outro lado, se a Fumino parece mexida pelo Nariyuki, ele começa a ser balançado pela Takemoto, quer dizer, balançado é eufemismo, foi praticamente um “terremoto interno” que ele teve. Aquela cena dele debaixo da cama sabendo dos sentimentos dela por terceiros foi icônica, principalmente, por fugir do padrão da mocinha entregando os seus sentimentos cara a cara.

Essa cena foi muito icônica!! Hahaha.

O que soa mais interessante em toda essa sequência é a forma como a Uruka saiu da situação. Muitos devem ter pensado que ela perdeu a oportunidade de afirmar seus sentimentos, mas é como a própria disse na cena pós-créditos, basicamente, ela iria para friendzone, e ter uma personagem tão icônica e divertida como a Takemoto “jogada para escanteio” tão precocemente, seria um desserviço com os fãs.

Uma curiosidade interessante, é que a direção desse episódio ficou a cargo de Tsutomo Murakami, que é experiente no mercado, e que dirigiu um episódio com um plot muito semelhante em Just Because, anime do Pine Jam, de 2017. Neste, a Morikawa (uma das personagens femininas) jogou o Haruto (rapaz que gostava dela) na friendzone alegando ter que estudar para o vestibular, felizmente, não foi igual aqui com Nari e Takemoto, como já disse hehe. A propósito, quem ainda não viu Just Because, recomendo, não é bem uma romcom, e sim um drama.

Protejam esse sorriso, sem friendzone por aqui!

Em síntese, foi um episódio muito bom de Bokuben, que além de entreter, conseguiu desenvolver mais a relação da Uruka com o Nariyuki, e apresentou service aos fãs de maneira pontual, criando um momento propício para isso, e não de forma exacerbada e a todo momento, como ocorrem em umas obras ruins por aí. De certa forma, o anime começa a afunilar para ficar cada vez mais engraçado, e com as férias de verão (do anime) se aproximando, uma das melhores personagens (vulgo senpai) está chegando.

Nota do autor para o episódio: 4.5/5

Extra: novidade!
A “Guerra de Amores” de Bokuben

Posso estar meio atrasado, mas como a história começa a deslanchar agora, decidi voltar com o tão aclamado campeonato de pontos corridos que fez tanto sucesso nas análises de Kaguya-sama. Agora, temos mais personagens, então, é melhor de fazer! De qualquer forma, vou considerar essa primeira edição do campeonato para os ocorridos nos episódios 7 e 8.

Só lembrando aos senhores que, em caso de “vitória”, que, seria um destaque na esquete, basicamente, o personagem pode somar de 2 a 3 pontos, depende de como foi (em alguns casos especiais, pode somar 4 ou 5 pontos também), se eu considerar um “empate”, ou seja, não foi tão relevante assim, soma 1, se for “derrotado”, em outras palavras, não fez nada, não soma nada. Beleza, vamos ao campeonato!

A primeira esquete do episódio 7 trouxe o causo do óculos da Ogata, mas vamos começar a contar a partir da “entrada definitiva” da sensei, que é a partir da segunda esquete deste; que a trouxe como destaque, apresentando mais da personagem, o que por si só já a faz levar 3 pontos, só por ser tão interessante. O Nariyuki leva 2 pontos pela tranquilidade de entrar na casa de uma dama (hahaha), e a Ogata leva 1 ponto por ter “empatado” o hint com a sensei.

A segunda esquete faz a Furuhashi ter um destaque imenso, assim como o Nariyuki, que foi tão ingênuo por gerar mais mal-entendidos (é disso que o povo gosta), devido a isso, 3 pontos a eles. As amigas aleatórias da Fumino (sim, vou considerar elas uma entidade única), levam 4 pontos, pois foi graças a elas que a esquete do mal-entendido foi totalmente sustentada.

Já a primeira esquete do episódio 8, traz diversos personagens, primeiro, vamos começar dando 5 pontos para o Smartphone só por ter “trolado” o Yuiga, esse foi “god”. A Ogata leva 4 pontos pela extrema naturalidade em jogar (um balde ????) na cabeça de seu pai, e também pelos ciúmes no início, a Takemoto leva o mesmo número de pontos também por ser tão estabanada ao ponto de colocar chamada de vídeo ao invés do viva-voz.

Saiii, saiii, saii que é sua Taffarel!

Nariyuki e Fumino somam 3 pontos, o primeiro pois foi o alicerce de todas as situações, já a Furuhashi, mesmo não tendo aparecido tanto, ganha 3 pontos por começar a despertar os feelings hehe. O pai da Ogata leva 1 ponto, só pela participação mesmo. Já na segunda esquete, as amigas aleatórias da Uruka (outra entidade única) levam 5 pontos pela fofoca, a Uruka leva 4 pontos pelo jogo de cintura ao sair da situação, e o Yuiga 3 pontos pela coragem de perguntar sobre os sentimentos dela.

Quanta coisa! Bem vamos a tabelinha! Lembrando que “Esq.” significa “esquetes”.

A Guerra de Amores de Bokuben 1ª edição

PersonagemPtsEsq.VED
1. Nariyuki Yuiga114400
2. Uruka Takemoto82200
3. Fumino Furuhashi63201
4. Amigas aleatórias da Uruka51100
Smartphone da família Yuiga51100
Rizu Ogata53111
5. Amigas aleatórias da Fumino41100
6. Kirisu-sensei31100
7. Pai da Ogata11010

Pois é, Yuiga leva o primeiro Scudetto para casa, no próximo episódio, veremos quem conseguirá levar a melhor.

Eu ganhei? Que surpresa!!

Breno Santos

Estudante de inglês e japonês, 20 anos, amante de café e da cultura otaku no geral. Além disso, é fascinado por cinema e pelo trabalho executado por uma staff de animação.