Lostorage Wixoss Conflated #09 a #10 – Impressões Semanais

Entrando na sua reta final, Wixoss começa a explicar um pouco mais dos objetivos dessa nova rodada de batalhas, e criar alguns dos confrontos esperados por conta dessa união entre as duas gerações.

As ideias até aqui não são ruins, e por conta das constantes batalhas, o anime não se torna entediante, porém, de certa forma, ainda parece faltar alguma coisa dentro dessas revelações para gerar aquele “nossa!” que se espera em momentos como esse.

Agora é organizá-las para parecerem certas.

O nono episódio parte do desaparecimento da Tama, e foca na busca da Ruuko em tentar trazê-la de volta. De quebra, ainda tem uma leve exposição por parte do Satomi/Carnival a respeito de como as batalhas podem ser encerradas, e o que isso significa.

Ao menos para mim, não era algo previsível, mas também não chegou a me surpreender muito essa nova rodada do jogo ser dedicada a encontrar um novo mestre para o quarto branco.

O foco no individual de cada garota, e nos seus desejos, ainda me parece mais interessante, então essa proposta de realizar as batalhas para escolher uma candidata ao cargo, para quem então ela possa definir as regras futuras, acaba sendo apenas ok.

Não prejudica minha experiência com o anime, mas também não melhora muito esse enredo meio morno que já vinha tendo desde a primeira temporada de Lostorage.

Espero que me surpreenda no final, mas por enquanto, foi apenas uma revelação.

Dentro do mesmo episódio, temos a tão aguardada luta entre a Ruuko e a Suzuko, que tenta criar uma leve tensão antes das duas se encontrarem, mostrando uma perseguição por parte da Ruuko, enquanto o grupo de amigas tenta evitar que as duas participem dos planos do Satomi, e iniciem uma batalha levadas pela emoção.

A perseguição em si até que conseguiu me entreter, mas a maneira como a Ruuko foi levada a ir atrás da Suzuko não foi uma das melhores, já que ficar “cega” pelos sentimentos não me agrada muito, fora que, devido a maneira como as lutas estão acontecendo, quase não dá para sentir peso ali.

Elas ainda continuam apostando as moedas, e soltando comentários aleatórios sobre os medos de perdê-las, mas ninguém pagou por isso até agora, e mesmo que a primeira temporada tenha sido focada justamente sobre essa regra, parece que ela não faz mais diferença, e as batalhas apenas acontecem para gerar o entretenimento necessário, e seguir com o enredo após o final.

Deu para criar um pouco de curiosidade sobre quem venceria a luta? Até deu, e foi um gancho bem legal para o final do nono episódio, mas basta pensar um pouco, que seria simples pensar nas possíveis resoluções para luta, como acabou sendo no episódio dessa semana.

Meio óbvio, mas vai saber o que o protagonismo pode criar.

Uma das minhas maiores preocupações sobre essa luta, era saber como iriam fazer esse equilíbrio de poder que teve. A Suzuko nunca foi uma protagonista imponente como a Ruuko era, e o simples fato dela ter dado a mão para o friend power, e usado interferência externa na luta final contra o Satomi, já me faz torcer o nariz para as capacidades dela.

Felizmente, o anime soube balancear isso bem, mostrando uma clara vantagem da Ruuko no início, onde a Suzuko só conseguiu se igualar a ela quando usou duas LIRGs no campo, assim mesmo, não chegou a ter momentos de vantagem absoluta, mesmo usando as habilidades da Coin Bet.

Por outro lado, é uma pena a luta não ter um desfecho mais dramático, com alguma delas perdendo, para ver se diminui um pouco esse clima de indiferença.  A Ruuko apostou todas as moedas, e mesmo assim você não consegue sentir o perigo naquela ação.

Não que a ideia da Hana, em usar as pessoas de fora, tenha sido ruim, na verdade, eu até gostei disso, mas não deixa de ser um oportunidade desperdiçada em surpreender o espectador, mostrando uma das protagonistas sendo derrota, e até mesmo desaparecendo do jogo.

Saudades daquele ar Madoka que a 1º temporada tinha =/

Para finalizar, a candidatura da Kiyoi ao cargo de mestre do quarto ainda é algo meio vago. Deve ser melhor explorado nos próximos episódios, mas por enquanto é apenas isso. Ela foi escolhida, e agora tem as mesmas informações que o Satomi. Se vai saber usá-las, ou se vai conseguir impactar nas decisões dele, fica o mistério.

A troca da Tama pela Yona foi interessante também, mas rápida demais para mim (give more Yona),  e serve apenas para dar o gancho da semana que vem, onde mais uma luta deve acontecer, em que, provavelmente, a Layla será derrotada, já que estava usando o corpo original.

Se não anunciarem em segundo cour, os próximos dois episódios devem ser o fechamento de toda a história, então vamos ver até onde essa temporada consegue ir, e se ainda tem a capacidade de surpreender no final.

Nota do autor

 

E você, que nota daria aos episódios?

Nota dos Visitantes
[Total: 21 Média: 3.4]

Extra

Yona, ou Yukki, tanto faz <3

Tá com cara de que vai ser mais uma que nadou, nadou e nadou, para morrer na praia…

Estão até que tentando criar um clima legal com as memórias dela… Só espero que não se percam, e deixem aberto demais no final.

Marcelo Almeida

Fascinado nessa coisa peculiar conhecida como cultura japonesa, o que por consequência acabou me fazendo criar um vicio em escrever. Adoro anime, mangás e ler/jogar quase tudo.