Koi wa Ameagari no You ni #05 – Impressões Semanais

Após um combo de eventos marcantes, o quinto episódio de Koi wa diminui um pouco da sua intensidade, e traz algo bem mais leve, mostrando uma parte do dia a dia do Gerente, e evoluindo um pouquinho mais da relação entre os dois.

Utilizar o seu apartamento para mostrar alguns de seus hábitos acabou sendo uma jogada bem inteligente, e que mantém o ritmo da construção de personagem que vinha sendo mostrado antes, aproveitando bem o ambiente em que estavam.

Legal que ele nem surtou por ela estar naquele quarto organizado.

A primeira parte do episódio se foca em apresentar um pouco mais do Gerente, mostrando a Tachibana em seu apartamento, para que assim, pudesse entender melhor como é a sua vida fora do restaurante.

Usar o seu filho, além de trazer um efeito cômico agradável, ajudou a trabalhar um pouco mais o lado pai do Gerente, e manter aquele ideia fixada de que as coisas ali tem um certo nível de complexidade (filho, divorcio), mesmo que em um primeiro momento pareçam favoráveis para Tachibana.

Também foi bem legal ver como o episódio tentou destacar um lado mais família entre os três, com a Tachibana observando os pares de sapato na porta e imaginando as possibilidades daquilo, assim como o momento em que ela vai buscar o Gerente com o Yuto.

São detalhes simples, mas que funcionam bem para contrastar com os dilemas que a relação dos dois acabam criando, elaborando melhor o quão natural a relação deles pode vir a ser.

Fico imaginando se o moleque levaria na boa…

Junto disso, o tempo em que a Tachibana passa no apartamento também ajuda a conhecer um pouco mais do Gerente. A forma como ela vai observando os diversos livros espalhados pelo chão, e o momento em que nota um quarto onde tem papéis, normalmente usados para manuscritos e roteiros, entregam uma das suas possíveis aspirações.

Talvez possa ser apenas um dos seus hobbies, mas devido as constantes demonstrações de insatisfação com sua “vida de gerente”, não é difícil imaginar que ele possa ter o sonho de ser escritor, ou algo do tipo.

Independente do que aqueles papéis possam significar, a direção conseguiu passar uma sensação muito boa sobre o desejo da Tachibana de conhecê-lo melhor, mostrando ela observando por uma pequena parte da porta, como se insinuasse que ela viu apenas uma fresta da vida dele.

Espero que aprofundem um pouco mais sobre o que esse quarto significa.

Já a segunda parte do episódio não tem muito o que se comentar. Ele acaba ficando em um clima mais cômico com a história do hamster, e brincando um pouco com a comunicação do Gerente com a equipe.

As duas coisas que mais se destacaram nessa parte para mim, foi o ciúmes da Tachibana, que criou mais uma daquelas cenas onde ela entrega seus olhares de repreensão para o Gerente.

E uma cena rápida, onde, após ouvir os comentários da garota sobre o seu cheiro, o Gerente se pega questionando sobre os sentimentos que tem surgido recentemente.

Não chega a ser algo relevante, mas é interessante perceber que ele está sentindo algumas mudanças na sua vida, que até então, era bem sem graça, com ele mesmo já ressaltou.

Continue se esforçando.

Com um clima mais leve, o quinto episódio consegue apresentar algumas boas informações sobre o Gerente, sem perder o jeito prático que vinha fazendo isso nos capítulos anteriores. A junção dos três no apartamento cria um ambiente descontraído, mostrando uma das idealizações do futuro da história, e dando um gostinho do que poderia ser a oficialização do casal.

Veremos como tudo fica no próximo episódio.

Nota do autor

 

E você, que nota daria ao episódio?

Nota dos Visitantes
[Total: 96 Média: 4.5]

 

Extra

Como impressionar a pessoa que gosta.

Por Tachibana Akira.

A tela tava desligada…

Cruel. Mas eu ri.

Marcelo Almeida

Fascinado nessa coisa peculiar conhecida como cultura japonesa, o que por consequência acabou me fazendo criar um vicio em escrever. Adoro anime, mangás e ler/jogar quase tudo.