Oregairu S3 #01 — Impressões semanais

Em uma temporada que promete muitos dramas e resoluções, já começamos com momentos em família que foram bem importantes (Breno aqui, eu vou comentar essa season semanalmente para vocês).

Oregairu voltou! ~

A temporada já se inicia daquela cena final da S2, na qual tivemos muitas declarações e promessas, principalmente por parte da Yuigahama. Parece que esse evento vai ser o epicentro para tudo que está por vir daqui para frente.

Achei bacana como o roteiro reascendeu algumas discussões das duas temporadas anteriores. Quem tem uma memória ruim, provavelmente não se lembrava de que a Komachi estava em época de testes de admissão. Sem falar no drama da Kawasaki e do irmão dela, isso é até mais datado que o caso da Komachi, já que provém lá do episódio 5 da S1.

A impressão que eu tive é a de que teremos uma conclusão para tudo que ainda está em aberto, o que de fato é muito bom. Por mais que a situação da Kawasaki não faça diferença no plot principal, ainda é algo que foi aberto no roteiro e, cedo ou tarde, necessitaria de um fechamento. Realmente fico contente de que o autor não ignorou essas histórias secundárias e isso de fato conta muitos pontos, como diria a Komachi.

Vale ressaltar essa lembrança hilária da Kawasaki ksksks
Hikigaya muito meme ~

O foco principal do episódio foi nos irmãos Hikigaya, mas antes não poderíamos deixar de falar da Yukinon e de como os mais recentes eventos fizeram diferença na vida dela.

A Yukinoshita bastante hostil do longínquo episódio 1 da S1 vai dando cada vez mais espaço para uma bem mais compreensível que quer lutar pelo o que acredita. Quando a evolução de uma personagem fica tão nítida assim, a minha satisfação como telespectador se torna imensa.

A volta dela para casa tem uma representatividade muito grande, pois mostra que ela realmente cresceu e que esses problemas finalmente devem ser encarados de frente. Um ponto importante que devemos lembrar é que lá na S2 ela, indiretamente, solicita o auxílio do Hachiman para algo… bom, parece que o momento vai ser agora.

Ainda sobre a Yukinon, foi dito o significado do nome dela, afinal, ela nasceu em um dia com neve, logo teve como nome Yukino (Yuki “雪” neve em japonês). Eu sinceramente não acho que isso foi simplesmente jogado aí e tudo certo. Olhando a opening, temos uma cena da Yukino (na neve) de frente pro Hachiman. Além disso, nesse arco, constantemente tem nevado. Pode ser que após a resolução dos problemas, essa metáfora simbolize um “renascimento” da Yukinoshita. Seria algo lindo.

Tenho certeza de que você é capaz!

Vamos lembrar que as falas e as situações em Oregairu geram muitas sub-interpretações. Metáforas e mais metáforas são jogadas constantemente nas falas e nos atos dos personagens para que possamos pegar nas entrelinhas o que eles estão sentindo.

Aproveitando esse parágrafo acima, vamos entrar na temática Yuigahama. Desde o final da S2 e principalmente nesse início de S3 todos os momentos da Yui parecem sufocantes. A personagem está desconfortável desde aquela cena dos pinguins. Ela parece cada vez mais distante do objetivo dela e agora que a Yukino anunciou (indiretamente) que vai tomar as rédeas da situação também, é perceptível como a Yui sente que “caiu do cavalo”.

Entre as duas eu prefiro o Saika a Yukinon, mas isso não me faz gostar menos da Yui. Ela é inconveniente em alguns momentos? Sim, mas não merece sofrer por causa disso. Eu espero que ela encontre um rumo para a vida dela, algo que realmente satisfaça a personagem, porque essa agonia dela tem me quebrado constantemente.

Ainda sobre a Yui, tivemos uma lembrança da fala do Hachiman sobre o esforço por fazer os cookies. Apesar de ser uma lembrança “boba”, ela apresenta muita significância. A primeira importância dessa cena é ver que a Yui evoluiu nas suas habilidades culinárias, passando de cookies queimados para cookies comestíveis. Mas agora vem algo que me quebrou um pouquinho também. O próprio Hachiman disse pra ela no longínquo episódio 1: “tanto faz se são cookies bonitos ou não, o que importa é o esforço e se a pessoa reconhecer isso, tá valendo”.

Certo, não foram exatamente essas as palavras dele, mas quando há a quebra de tempo, ele pega o saquinho de cookies que a Yui teve tanto esforço pra fazer e bota na gaveta. Outra cena que eu realmente não acho que foi colocada por acaso. Na minha interpretação, é como se a “porta” Yui tivesse sido fechada pelo Hachiman e por isso essa cena me quebrou um pouco.

Tirem sua próprias conclusões

Agora entrando na temática do episódio: os irmãos Hikigaya. Eu realmente gosto bastante do elenco de Oregairu e a Komachi é uma das minhas personagens preferidas. As cenas dela com o irmão tendem a ser muito engraçadas e dão uma boa “quebra” em situações tensas de arco.

Por gostar tanto da Komachi, eu quase chorei com o Hachiman na hora que ela agradeceu. Foi bastante simbólica a cena e eu realmente acho que não quer dizer que a personagem vai embora ou algo assim, mas a “ameaça de perda” que o momento gerou foi bizarra haha. A Komachi tem um papel muito importante e se não fosse ela, o Hachiman já teria desmoronado, principalmente naquele momento da S2 no qual a escola toda ficou contra ele.

Foi bem fofo
Te entendo, Hachiman kkkkkk

Para encerrar, a temporada começou bem consistente nos aspectos técnicos. Achei muito bonita a cena do baile na opening. Se seguir o mesmo padrão de qualidade da S2, eu já fico contente.

Em linhas gerais, foi uma boa volta de Oregairu. Pelo o que me falaram, teremos bastante drama nessa temporada, então é melhor nos preparamos para fortes emoções.

E vocês, o que acharam desse episódio de Oregairu?

Extras

Momento de apreciação da Yui! ~
Momento de apreciação da determinação da Yukinon! ~ “homecoming”
Hachiman Siscon moments.jpeg haaushuahs
Essa cena…
…foi hilária! ~

Breno Santos

Estudante, 21 anos, amante de astronomia, café e cultura otaku no geral; além disso, é fascinado por cinema e pelo trabalho executado por uma staff de animação.