Kaguya-sama: Love is War S2 #07 — Impressões semanais

Após os sad feels que envolveram a Miko Iino no episódio passado, fomos agraciados com muita comédia no descompromissado episódio dessa semana.

De Ishigami bulinado por usar cueca estilo tanga a Miko Iino flagrando vários mal-entendidos no conselho estudantil, esse episódio apresentou um mix de cenas cômicas que foram alinhados muito bem com ambientações criativas — algo típico de Kaguya, não é uma novidade.

Provavelmente foi referência a algo, alguém pegou?!
Ah essa sequência do bilhar haha ~

Aquelas situações “pseudo-pervertidas” do início foram aproveitadas de uma forma interessante. Quando foi restringido aos momentos da Kaguya com o Miyuki, toda a sugestividade deu um acréscimo a mais. Confesso que se tivéssemos algo explícito ali, como o Shirogane imaginando a tal calcinha, ou a Kaguya imaginando a bendita cueca no presidente, ficaria menos impactante (ao menos para mim), afinal, a abstração foi o ponto mais forte dessa sequência.

Além da diversão, um quesito foi ainda mais reforçado: a displicência da Kaguya. Isso já vem sendo uma crescente desde o início da season 2, mas acho que nesse episódio ficou ainda mais claro, pois deu uma escalada até no que diz respeito a suposição das situações (a cena dela abaixando as calças, que errado hauahuah).

Kaguya é para a demografia seinen, então é normal piadas de duplo sentido (como já ocorreu na season 1) e assuntos pautados em tabus de shoujos clássicos — o que para mim aumenta bastante a experiência.

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ~
A massagem assassina e a pergunta mais assassina ainda kkkkkkkkkkkkkkk

Seguindo, tivemos aquela representação estilo Otome Game no final e aquilo foi engraçadíssimo. Pode ter sido proposital (ou não), mas amei o contraste que a Chika trazia de “realidade shoujo” para “real life”, sério, ela quebrou o clima duas vezes e funcionou muito.

O curioso é que toda essa comoção amorosa foi causada pelo mangá shoujo e o mais engraçado foi o efeito dominó que a esquete gerou, começando desde a Kei Shirogane e indo até a Kaguya e a Hayasaka.

A participação da Miko Iino também foi bastante pontual e engraçada. A função dela era aparecer nos piores momentos possíveis para ter uma imagem deturpada do conselho estudantil e uma personagem certinha nesse tipo de situação tende a ser cômico.

Miko Iino -100 pontos de pureza! ~ kkkkkkkkkk

Em linhas gerais, foi um episódio para rir. Lembrou muito o #07 da season 1 (o do salsichão). Pelo menos na minha concepção, ambos sem compromisso. Talvez mais pra frente algo apresentado nele seja utilizado, mas no geral, entreteve bem e garantiu boas risadas.

E vocês? O que acharam desse episódio de Kaguya?

Breno Santos

Estudante, 21 anos, amante de astronomia, café e cultura otaku no geral; além disso, é fascinado por cinema e pelo trabalho executado por uma staff de animação.