DanMachi II #10 – Impressões Semanais

O vídeo acima é o review do Marco. O texto abaixo do redator Breno.

 

Que episódio recheado de eventos satisfatórios!

Tivemos Freya no embate, “sapona” indo para o “quinto dos infernos”, Aisha que não mudou de lado da forma que eu pensei e o Bell sendo o Beru-kun, com seus típicos momentos de protagonista.

Resumo do episódio kkkkk (Latóm, Ishtar)

Uma coisa que estava me deixando um pouquinho incomodado nos últimos episódios era aquela relutância da Haruhime de não querer ser salva e tudo mais. Depois da cena que tivemos neste episódio, ficou mais claro o motivo dela ter feito tanto jogo duro, afinal, o Bell precisava do momento dele para falar o verdadeiro valor de ser um herói.

Achei bacana por ter sido rápido, já que existem algumas obras que abusam desses discursos.

Hai hai, nós todos sabemos, Bell-dono. Me lembrou um pouco os discursos do Touma de Index (não preciso de motivos para salvar alguém) :p

Sobre as lutas, tivemos umas quatro sequências muito bem animadas. Pelo que eu consegui ver dos créditos, Satoshi Sakai e Yuji Takagi foram os responsáveis pelos principais sakugas, dois nomes que aparecem no estúdio com frequência.

Foram bons momentos para uma obra do J.C. Staff, que está com quatro animes só nessa temporada, haja capacidade para conseguir segurar uma schedule dessa.

Voltando ao enredo, a família Freya destruindo a família Ishtar foi a melhor coisa do episódio (para mim), eu não esperava por isso. Episódio passado até mostrou a Freya fazendo alguns preparativos, mas eu não achei que ela fosse aparecer lá em pessoa e por a Ishtar “para descansar” com as próprias mãos.

Finalmente, depois de quase duas seasons, pudemos ver mais sobre a personagem. Serviu até como um aviso para a Hestia, já que a Freya mostrou que não hesita se tiver que apelar para a força bruta (interessado em futuras tretas estou).

Além dela, a interferência dos membros da família foi visível de uma forma absurda. Tanto que a “sapona” não deu nem para o “cheiro” contra o guarda-costas da Freya. O golpe dele deve ter mandado ela para o inferno com uma passagem só de ida.

Sempre bom reiterar que a “sapona” conseguiu dar uma canseira para a Aiz (aposto que com dedo da Haruhime aí) no passado, como a própria Eina citou alguns episódios atrás, ou seja, derrotar ela com tanta facilidade assim só prova o quão forte eles são.

É pedir pra morrer mesmo, hein? ~

E esse contraste de forças não foi visível somente nos membros, o próprio poder de “sedução” da Freya se mostrou “anos-luz” a frente da Ishtar, o que gerou uma sequência impagável de humilhação

Continuando, a Aisha foi uma surpresa para mim, afinal, permaneceu lutando pela Ishtar até o fim. Parece que o encantamento foi bastante forte mesmo. A luta dela com o Bell foi boa, mas confesso que foi mais satisfatório na hora que ele conseguiu fazer frente a “sapona”.

Anfitrião dessa algazarrara toda? Veja se não é o Hermes, um dos deuses que só quer ver o “circo pegar fogo”. Episódios atrás, ele já se mostrou envolvido na situação, mas eu realmente achei que não fosse tão a fundo dessa forma, uma ótima virada de eventos.

Em linhas gerais, todo aquele ritmo mais calmo culminou em um encerramento de arco bastante agitado e valeu a pena esperar. Faltam dois episódios para a season terminar e acredito que tudo se encaminhe para outro cliffhanger, já que uma terceira temporada parece ser uma possibilidade.

Vamos aguardar!

Extras: 

Prevejo mais tretas, a propósito, legal saber o quão absurdo de forte esse cara é (level 6)

Tudo de acordo com os planos do Hermes xD

Breno Santos

Estudante, 21 anos, amante de astronomia, café e cultura otaku no geral; além disso, é fascinado por cinema e pelo trabalho executado por uma staff de animação.