Carole & Tuesday #09 – Impressões Semanais

O Mars Brightest teve prosseguimento neste nono episódio e, em linhas gerais, trouxe apresentações bacanas, e outras bem curiosas. A principal estrela foi a Angela e seu hit “Move Mountains”, que, na minha concepção, já havia ficado ótimo cantado acapella, porém, conseguiu me surpreender ainda mais com a música em seus arranjos finais.

Acho que não havia dúvidas de que a Angie derrotaria a Cybelle, essa, que, por si só, também trouxe uma performance com tons psicodélicos bem envolventes; cantar em francês já foi um grande acréscimo, afinal, é uma língua muito sofisticada e, que pelo menos para mim, deixa tudo com um toque maior de nobreza.

Embora esse tenha sido um duelo difícil para os jurados, o antecessor nem tanto, uma vez que, a GGK (outra que usou bem do psicodelismo) arrasou com as Marmaids Sisters (um cosplay muito ruim de Backstreet Girls, que já não é bom). A única coisa boa que dá para tirar dessa apresentação são as risadas devido aos xingamentos avulsos, apenas. De resto, tudo muito sofrível, e a GGK passou com certa sobra.

O episódio também trouxe momentos cômicos bem pontuais, mas que foram igualmente interessantes; como a já citada fatídica apresentação das Marmaid Sisters. Entretanto, a parte que, sinceramente, mais me arrancou risadas, foi a sequência de interação entre a Dahlia e o Gus, sobretudo, pela rixa de managers que ambos têm. Como eu posso dizer, é uma boa “quebra de gelo” entre os momentos de maior expectativa dos episódios.

Duas crianças hahaha

Talvez quem iria compor esse contraste cômico de uma forma ainda melhor seria o Roddy, que, neste cenário atual, anda meio “apagado”, um fato triste para alguém que apresentou um dos melhores timing cômicos dos primeiros episódios da obra.

Saindo de alegria, é hora de falar de coisa séria, e já agradecer ao Doug, que sempre comenta as minhas análises e me fez pensar diferente a respeito da Cybelle. Na análise passada, ele comentou que ela seria problema, e depois deste recente episódio, eu não tenho dúvidas disso. A princípio, ela parecia apenas uma entusiasta da Tues (e quem não seria, afinal, ela é uma fofa), mas as coisas tomaram proporções problemáticas depois da mordida e do comportamento obsessivo e possessivo da Cybelle com a Tuesday.

Que isso, produção? Camisa de força para essa Cybelle~

Sinceramente, até fico preocupado com os próximos passos dessa misteriosa guria que canta em francês, e eu só espero que não acabe com uma pegada de novela das nove onde envolva sequestro, penhasco ou algo do tipo, pois seria estranho, mas agora que a Cybelle está aí, alguma conclusão ela irá ter.

Para encerrar, não poderia me esquecer da pequena aparição de Levi Ackerman, hehe, brincadeira, do Mr. Tao (para quem não sabe, é o mesmo seiyuu). O interesse dele pelas meninas é curioso, e confesso que me pegou de surpresa; não prevejo ele debandando e deixando de ajudar a Angie, mas certamente isso não foi por acaso.

Levi e suas aparições misteriosas hahaha

Em síntese, foi um bom episódio, cujo o destaque foi a Angela e sua ótima apresentação (seja pela excelente música ou pelo ótimo trabalho da staff), é previsível que ela enfrente a dupla protagonista na final, e será um duelo difícil (para Carol e Tues).

Nota do Redator para o episódio: 4/5

Breno Santos

Estudante, 21 anos, amante de astronomia, café e cultura otaku no geral; além disso, é fascinado por cinema e pelo trabalho executado por uma staff de animação.