Hoshiai no Sora #04 – Impressões Semanais

Hoshiai no Sora foi um pouco menos movimentado esta semana, mas não deixou de trazer momentos interessantes – e já começamos falando de um referente à produção. 

Na sexta-feira, dia 01/11, o comitê de produção do anime postou um pedido de desculpas no Twitter por ter usado as coreografias da Miko Nanakawa e do Melochin sem a devida permissão, além disso, a nota ainda trouxe a informação de que os dois dançarinos estão trabalhando com a staff do anime agora – caso resolvido da melhor forma possível. 

Corre que o corno tá puto ~

Agora falemos do episódio, que foi focado bastante na recuperação dos ânimos do time com as mudanças de dupla. Já era de se esperar que o Maki conseguiria acertar as escolhas, mas foi interessante alguns pontos, como o dele pegar leve para que os meninos ganhassem não só as partidas-treino, como também confiança – além de motivá-los durante outros momentos de treinamento. 

O Maki entrou a contra-gosto no clube, mas já é aquele personagem que ocasiona a mudança. Se formos olhar pra o âmbito dos animes de esporte, normalmente, quando alguém entra “empolgado” e o clube acaba se tratando de um bando de preguiçosos, essa pessoa “diferente” vai mudando as coisas (como o Sora vem fazendo em Ahiru no Sora). 

A premissa é parecida quando falamos do Maki, mas a diferença é que ele entrou por insistência e dinheiro, basicamente, ele nem conhecia o esporte. Apesar de ser um pouco exagerado que em pouco tempo ele já tenho ganhado noção o suficiente para mudar as duplas, ainda é legal, o que mostra que ele vem adquirindo um apreço pelo soft tênis aos poucos.

O que me preocupa nesse sentido é como o Touma vai lidar, afinal, ele é o capitão, e visto essa personalidade dele, não duvido de que mais para frente ele entre em conflito com o Maki por ele estar “liderando melhor”. 

Por enquanto está tudo na paz e na harmonia

O ponto que mais chamou minha atenção foi o passado do professor Sakurai (o mentor do clube), a ocorrência de cinco anos atrás e como tudo isso pode estar conectado também com o pai do Maki (que apareceu no final do episódio). 

Fiquei curioso para saber o que houve e se tudo isso realmente está conectado de alguma forma.

Por algum motivo…

Sinto que estes dois estão conectados por algo ruim do passado ~

Quanto a atitude do professor Sakurai? Ela foi aleatória, mas a intenção foi muito boa e o Maki usou a oportunidade dessa partida contra a poderosa escola Misaki para dar mais discursos motivacionais à equipe. 

Entretanto, eu disponho da mesma preocupação do treinador adversário: o quanto essa derrota vai abalar os rapazes do time do Maki? Pode ser que algumas duplas surpreendam e acabem vencendo, não seria nenhum absurdo, mas acho que algumas vão perder, e temo que isso cause conflitos no clube. 

Derrotas e conflitos são fundamentais nesse tipo de trama, mas reitero o que eu disse no primeiro texto, é muito pouco tempo, são só 12 episódios… sigo curioso, empolgado e preocupado com o decorrer dos eventos. 

Para encerrar, a cena pós-créditos nos deixou com algo agoniante, o passado traumático do Maki e aquele “pai” insuportável dele. Quebrar a raquete foi o cúmulo, e ainda bem que foi só a raquete, ia ser tenso ver ele apanhando de novo. 

Foi bem imersivo, belo trabalho da direção!

Eu torci muito para alguém chegar ali dando uma voadora de duas pernas na cabeça daquele miserável – a Mitsue se daria muito bem fazendo isso – mas não aconteceu. Tomara que isso não afete os ânimos do Katsuragi, pois se for o caso, a equipe toda vai sentir. 

Espero que esse problema logo seja explicado e solucionado para que o Maki possa focar 100% em ajudar o clube. No mais, outro bom episódio do anime que deixa aquele gostinho de quero mais para a próxima semana. 

Fonte da notícia: ANN

Extras: 

Por algum motivo, sinto que o conselho estudantil vai ser outra barreira mais para frente, e aí está outro problema… mais um caso para 12 episódios?

Mitsue e Maki: o casal da temporada ~

Eu amei essa cena! Primeiro pela arte dela, e segundo… será que é pela possível representatividade dos desejos obscuros da Mitsue? hauahauu

Ficaram o episódio todo fazendo piada com esse negócio de “gafanhotos”, quero ver o que vai representar mais para frente

Aé, e teve o Rintarou que foi para casa bem “sadboy”. vamos ver como a história dele vai se desenrolar

Breno Santos

Estudante, 21 anos, amante de astronomia, café e cultura otaku no geral; além disso, é fascinado por cinema e pelo trabalho executado por uma staff de animação.