Sword Art Online 3 Alicization #05 | Impressões Semanais

Como esperado pelo preview de semana passada, este episódio de SAO não teve ação e nem se focou em Underworld, mas no mundo real e na Asuna para esclarecer ao público o que de fato aconteceu com o Kirito, pois como bem mostrado, ele recebeu uma injeção letal.

E sinceramente, não foi surpresa nenhuma ele se encontrar em coma, já que duvido muito que o Reki arriscaria matar o protagonista e teria a coragem de prender uma cópia da mente dele em um mundo virtual, apesar que este tipo de desenvolvimento também poderia produzir coisas interessantes e discussões interessantes.

Mas nos atendo ao que de fato foi narrado, este episódio não teve absolutamente nada demais, além de descrever uma procura da protagonista por seu namorado desaparecido e o local onde ele se encontra, a instalação do Rath.

Ele ter ficado em coma? nenhuma novidade, sinceramente

Agora em relação ao realismo de toda a situação, sinceramente, Reki peca bastante, já que a forma que a Asuna chegou ao namorado, ou melhor, onde a consciência dele se encontra sendo testada; exige um pouco de suspensão de descrença.

A ideia dela entrar em uma instalação “militar” secreta no meio do oceano disfarçada com a ajuda de uma cientista tem a problemática de que  se fosse realmente governamental e ultra secreto, tipo um projeto da CIA, não seria tão fácil assim burlarem a segurança do local  .

Seria bem fácil eles verificarem que a garota por quem a Asuna estava se passando estava em outro lugar do mundo, sinceramente as duas acabam fazendo Kikuoka e o Rath parecerem um projeto que qualquer hacker ou adolescente conseguiria enganar e entrar.

Sério que só foi a filha IA mudar uma foto em um banco de dados e ela conseguiu entrar ai?

O engraçado, é que Asuna e sua aliada acabam tacando isto na cara do Kikuoka ao dizerem se eles verificassem melhor, a tal pessoa por quem ela estava se passando estaria em uma praia naquele instante, o que faz da situação toda quase uma piada, por mais que não tivessem dando tanta atenção a assistente da cientista.

Já que no meu ponto de vista, deveria ser bem mais complicado ela conseguir chegar ao Kirito, mesmo que ela estivesse sendo ajudada pela “amiguinha” do Kayaba Akihiko por quem o Kikuoka tem visíveis segundas intenções.

Segundas intenções provavelmente que estão associadas ao fato dela ter conhecido bastante do Akihiko e ter ajudado o maluco a criar toda a Seed e o que dá base ao full dive.

Em suma, eu acharia mais viável que o autor de SAO tivesse criado mais empecilhos para que ela conseguisse entrar no Rath e que também usassem do fato dela ser filha de um ex-empresário influente pra ajudar nisso também, já que ter certos recursos ou contatos sempre ajudam nestas paradas.

Se bem que eu admito que gostei da moça impondo esta moral ai XD

Afinal, por mais que a garota estivesse se passando por uma assistente de Rinko e eles confiassem em Rinko, aquilo tudo ali é confidencial e desenvolvido por debaixo dos panos, então não deveria haver uma verificação maior ou desconfiança maior mesmo entre aqueles que são de interesse da organização?

Mas o que temos é apena suma busca dela e de seus amigos pelo namorado e a bendita sorte, ou conveniência do roteiro, dela encontrar um contado importante no e-mail de seu amado.

Por outro lado, achei uma boa jogada o autor usar o Rath como um recurso para tentarem trazer em algum momento a consciência do Kirito de volta e manterem ele de certa forma “vivo”, já que como bem dito, o incidente poderia deixar ele em coma pra sempre e ter avariado bastante a mente dele.

No entanto, achei que este episódio poderia ter um começo mais dramático do que teve, já que decidiram retornar aos eventos que levaram Kirito a  ficar preso em Underworld, mostrando uma Asuna bem desesperada com a situação de entre vida e morte do namorado enquanto o encaminhavam até o hospital.

Sério que preferiram este corte a dramatizar mais a cena?

Mas o que temos, são cortes rápidos e uma série de diálogos um atras do outro  para meio que dá base ao expectador sobre o que ocorreu e esta ocorrendo no mundo real, mas que poderia ter uma carga emocional bem mais forte e desesperadora pela própria natureza da situação.

Ou simplesmente, ele poderia ter criado empecilho nenhum, apenas fazendo a família do Kirito e a Asuna aceitarem a proposta de testes com o garoto no Rath , já que a pesquisa deles envolve a “alma” humana e poderia ser a ultima esperança delas de o acordarem.

Mas felizmente, a experiencia não é ruim, já que por mais que exija um pouco de suspensão de descrença, ainda é uma situação que tem um desenvolvimento interessante e que desperta interesses no espectador .

Principalmente em relação a Rinko,  Kikuoka e Akihiko e quem estas pessoas realmente são. Sinceramente, anseio  que o anime desenvolva mais a trama em torno deles e do que de fato é o Rath e porque estão fazendo todos estes testes com seres humanos “artificiais”.

Sinceramente, estou curiosa sobre que diabos de projeto é o Rath e quem é a terceira pessoa

Já que como demonstrado, para ter o que deseja, o Kikouka não brinca e age realmente de forma meio desonesta e suja, sem levar em consideração as emoções e o bem estar de outra pessoa, como o fato da Asuna querer estar do lado do namorado e dos familiares querem vê-lo.

O que importa pra ele provavelmente é apenas o Rath e os resultados que ele pode obter fazendo as experiencias de mundo acelerado com o Kirito em Underworld.

Em suma, o anime apesar de ainda ter certos problemas decorrentes provavelmente da adaptação cortar informações da novel que deixariam as coisas mais coerentes, consegue narrar uma trama que promete um prato cheio para discussões filosóficas e éticas sobre inteligencia artificial, ciência, egoismo e outras coicinhas.

Nota do autor

E você, que nota daria aos episódios?

Nota dos Visitantes
[Total: 406 Média: 3.9]

 

Sirlene Moraes

Apenas uma amante da cultura japonesa e apreciadora de uma boa xícara de café e livros.