Lostorage Conflated Wixoss #06 – Impressões Semanais

Mantendo o ritmo de entregar duas batalhas por vezes, o episódio dessa semana traz aquilo que muitos deveriam estar esperando, além de adicionar mais uma regra para as batalhas, por mais que, segundos depois ela seja burlada, e acabe deixando a sensação de tanto faz.

Já estava na hora.

Começando pela luta da Kiyoi, diria que foi um pouco melhor do que eu esperava. Imaginava que ela não fosse ganhar do Satomi ali, mas, até certo ponto, acabou sendo bem mais equilibrada que as últimas, e não deixando aquela sensação de que em uma jogada tudo mudou.

A explicação sobre somente poder ter duas LRIGs no campo foi interessante, é até serviu para criar um clima de estratégia, com o Satomi aproveitando disso para forçar a Kiyoi trocar uma personagem que tinha certa vantagem, para algo que a deixou com problemas, já que não sabia da regra.

Porém, no mesmo instante, o Satomi assume a forma da Carnival, e quebra essa mesma regra ficando com três personagens no campo de batalha. O motivo disso deve estar ligado a antiga habilidade dela, que já permitia mudar as cartas do adversário e coisa do tipo.

O problema dessas constantes adições de regras, é que acaba ficando difícil acompanhar até que ponto está tudo de acordo com o jogo. Ele, de fato, apostou uma moeda para usar a Key card, mas eu não sei se isso contaria para ativar a habilidade por si só, já que, após a entrada da segunda LRIG, ainda era necessário apostar uma moeda para isso, como aconteceu com a Kiyoi, então fica aquela sensação vazia, e tudo o que você pode fazer é aceitar a desculpa padrão de “eu sou especial”.

Mas, no fundo, funcionou para me deixar curioso em saber como vão derrotá-lo.

Depois disso, o anime mostra um pouco das motivações da Layla em lutar, o que não chega a ser uma grande surpresa, já que a personalidade dela sugeria que fosse algo relacionado a derrotar X pessoa, ou lutar com o maior número delas(ela mesmo disse isso algumas vezes).

O que acaba chamando atenção nessa parte, é a conversa da Carnival dentro do quarto branco, onde a voz comenta sobre uma porta que precisa ser aberta, mas que não pode fazer isso porque a tranca está quebrada.

A Tama acabou entrando no jogo após essa conversa, o que pode acabar levando a pensar que a tranca precisava ser aberta pelo outro lado, com ela decidindo lutar por vontade própria. Mas vale lembrar que dentro do conto original ainda tem a Kuro, então pode ser que o timing disso tenha sido proposital para algo criar algum evento futuro.

Vamos ver se sai algo diferente, ou se vão seguir pelo óbvio.

Por final, a “resolução” dos problemas da Chinatsu e Suzuko também acabou sendo bem mais interessante do que eu esperava.

Ao invés de ficar em uma disputa boba para ver quem salva quem, terem criado uma batalha para decidir quem ficaria com a LRIG da outra resolveu as coisas de um jeito legal até, dando uma poetizada no fato das duas sempre estarem juntas, e agora as LRIGs também irem batalhar lado a lado.

Eu só espero que isso não se torne uma força conveniente demais, e que a ajuda extra que a Chinatsu prometeu não se transforme em outro hack, com ela jogando cartas para Suzuko virar o jogo e tudo mais.

Pelo menos parece que não vai ter melodrama de “preciso te proteger”.

Como mais um episódio bem parecido com os anteriores, Conflated Wixoss segue preparando mistérios e problemas para os seus personagens, sem deixar de entregar uma batalha no meio disso. A volta da Tama, junto da Ruuko, finalmente aconteceu, então é provável que as disputas fiquem mais interessantes.

Nota do autor

 

E você, que nota daria ao episódio?

Nota dos Visitantes
[Total: 29 Média: 3.6]

Extra

Tentando saber para onde foi parar o corpo do moleque…

Ainda dá tempo de consertar a cagada, Hitoe ou não.

Comentário random…

É legal ver uma certa diferença na forma como a Carnival joga (personalidade) em comparação ao Satomi original. Ele usava várias peças, de diferentes jogos, criando aquela bagunça no tabuleiro, enquanto que ela usa apenas as de xadrez e, aparentemente, apenas os peões.

A expressão da Tama já é legenda o suficiente para esse gif.

Marcelo Almeida

Fascinado nessa coisa peculiar conhecida como cultura japonesa, o que por consequência acabou me fazendo criar um vicio em escrever. Adoro anime, mangás e ler/jogar quase tudo.