Tsuki ga Kirei #08 – Impressões Semanais

Chega a ser assustador a capacidade que Tsuki ga Kirei tem de balancear dois gêneros de forma tão agradável. Com esse episódio, eu posso dizer, com quase certeza, que o anime alcançou um equilíbrio perfeito entre slice of life e romance.

Com exceção da cena do final, não acontece nada no episódio todo. Eu não estou falando isso de forma negativa, na verdade, é mais como um elogio. Você apenas acompanha o dia a dia de dois adolescentes que acabaram de assumir seu namoro.

Troquem os livros por uma cozinha, e temos dois recém casados.

Claro que isso é figurativamente falando, e acontece coisas bem interessante durante o episódio, como por exemplo os ensaios do Kotarou para o festival, e os primeiros passos para enfrentar as fofocas e comentários sobre a relação entre os dois, mas de forma simples, não tem nada muito agitado ou que de faça ter outro comentário mental que não seja de como eles são fofos.

O equilíbrio que conseguiram alcançar com esse episódio é tão incrível que você não sente o tempo passar. Assistir o cotidiano dos dois não é tedioso, muito pelo contrario, e gratificante, especialmente por ver os resultados daquilo que estávamos acompanhando há um certo tempo.

Sabe de nada, inocente.

Os dois finalmente conversando sem sentir muita vergonha, a Akane indo se encontrar com o Kotarou sem se importar com a opinião das amigas, já que elas sabem do que está acontecendo agora, e a jeito sutil que o romance dos dois vai aos poucos ficando mais forte.

Seja pelas iniciativas pessoais, como o Kotarou tentando usar outra pronuncia para o nome da Akane, ou pelas conversas mais descontraídas, tudo ali te impulsiona para um misto de curiosidade/satisfação. A cena do festival é linda justamente por isso.

Os dois já atingiriam um nível de relacionamento em que podemos dizer que são um casal. Não é aquela coisa parada de muitos animes (como já deu para ficar claro pelos episódios), mas também não torna tudo muito rápido. Ele vai no tempo certo, sem deixar de aproveitar os momentos em que os dois estão juntos. E é aqui que o anime faz a mudança perfeita de atmosfera, saindo de um leve slice of life, para um romance maduro.

Quanta fofura.

O beijo não me deixou surpreso, claro, foi legal e tudo mais. Porém, após 7 episódios, era mais que uma certeza que fosse acontecer. O anime tem sempre deixado claro essa intenção de não ser clichê, então por que levaria mais dois, outro três episódios para isso acontecer?

Os dois se gostam. Não tem razão para fazer algo exagerado, como o Kotarou gaguejando, ou os dois batendo a testa para dar uma alivio cômico. Aquela cena foi tudo que precisava, sem enrolações, sem forçar a barra, um beijo tão simples que é bonito de ver.

Apenas aprecie a cena.

Tsuki ga Kirei tem provado cada vez mais que pretende deixar seu nome como uma marca no gênero e, até então, tem conseguido fazer isso muito bem. Agora só resta esperar para ver como vai ser o desfecho final de todo esse romance moe moe kyun.

Nota do autor

E você, que nota daria aos episódios?

Nota dos Visitantes
[Total: 194 Média: 4.7]

Extra

Um minuto de silêncio…

Quando chega ao ponto de beber na garrafa, é que a coisa já ficou séria demais.

To esperando para ver com vai ser a apresentação final dessa dança.

Marcelo Almeida

Fascinado nessa coisa peculiar conhecida como cultura japonesa, o que por consequência acabou me fazendo criar um vicio em escrever. Adoro anime, mangás e ler/jogar quase tudo.

Você pode gostar...