Violet Evergarden #01 – Assim que se começa um anime ‘desse tipo’! | Impressões semanais

 

Considerando que existe o post de primeiras impressões, não costumo ver necessidade de análise escrita dos episódios 1. Mas como tem muita gente pedindo, segue (é basicamente a minha do ‘primeiras impressões’ incrementada):

Hype é um negócio perigoso, então fico feliz de Violet ter começado suprindo minhas expectativas. Como falei diversas vezes nos vídeos que comentei da obra, isso é um drama, que até pode ter ação, mas vai ser claramente “às vezes”, e não o foco. O que espero dele é algo como Kimi no Uso, um drama que me marque e emocione, e de bônus, tenha umas cenas mais pesadas e sequências de ação legais em alguns episódios. A animação está deslumbrante, mas isso já era esperado depois dos trailers.

Fluidez não precisa ser de ação, essa é puramente baseada em atuação, todo o rosto e cabelo se mexendo para passar a emoção necessária.

Manter o design entupido de traços do cabelo da Violet em movimento deve ser um porre, por sinal, mas é lindo de ver.

O primeiro episódio faz uma boa introdução, demonstrando a doentia devoção da protagonista a um homem que ama, embora ela não se dê conta disso. A parte do hospital, dela tentando escrever cartas para ele, na esperança de voltar logo para seu lado, já deixa isso claro. Segue a apresentação da maioria dos personagens, e apesar do ritmo não ser acelerado, a curiosidade do que vai acontecer a seguir te mantém interessado, “como ela vai se sair nisso?, o que essa louca vai fazer de inesperado?, etc”. Os flashbacks de guerra no meio davam uma boa quebra de ritmo também.

Sobreviveu ou não? Não terem confirmado, só ficando no tease, é suspeito…

A parte do comandante (Major) eu achei curiosa. Se ele morreu mesmo, faria mais sentido terem deixado claro para causar choque de alguma forma, ao invés de só mostrar o amigo dele fazendo uma cara triste. O Major estar morto seria o mais óbvio, então a quebra de expectativa apropriada seria ele estar vivo, mas em uma condição de quase morte.

A Violet ter um perfil sigiloso no exército é outra coisa que espero que expliquem melhor, assim como negócio de “a arma”. Sim, ela é badass no campo de batalha, mas é um experimento, um super humano, ou uma pessoa normal? E essa falta de senso comum espero que tenha uma boa explicação também, e não só mais um daqueles clichês de vários animes quanto a personalidades caricatas, só para ficar diferente ou engraçado.

E no final, o que eu peço de estreias, que tenham “cenas marcantes”. Se for anime com foco em ação, me entregue uma cena épica, se for um drama, me entregue algo emocionante, e foi o que Violet fez. A cena da carta, onde a mulher, ao descrever o que o homem queria, acaba descrevendo igualmente o que Violet sentia pelo seu comandante, é muito bonita, mas o ponto alto é a cena emocionante que fecha o episódio. Se não soubesse nada da obra, provavelmente teria ganho o 5/5, já que teria o início marcante que exijo de um bom drama. Mas como criei um hype absurdo, para nota máxima acho que só algo épico ocorrendo mesmo.

Se vai ser algo sensacional ou não só o tempo dirá, mas para quem curte um bom drama, e aguarda por algo com chances de ser tão bom ou superar Kimi no Uso, dentro do gênero, e de bônus tenha um pouco de ação às vezes, recomendo muito dar uma olhada nesse. A protagonista é bem simples, mas como o diretor disse, vamos ver ela evoluindo episódio a episódio. E o final desse já dá bem essa ideia, com ela tomando sua primeira iniciativa do que quer fazer, sem ter que receber uma ordem para isso.

Violet Evergarden está sendo transmitido na Netflix semanalmente, com dublagem em PT ou legendado.

Nota do autor

 

E você, que nota daria ao episódio?

Nota dos Visitantes
[Total: 214 Média: 4.5]

Extra

Eu sei que muitos só olharam para os underboobs mas…

Alguém notou que a cena serve (também) para mostrar que a mulher é toda remendada?

Não é melhor usar a baioneta ao invés de usar a arma como porrete?

Fofinho…

Full Metal Alchemist feelings, só que com um braço robótico 10x mais detalhados (não é CG, foi desenhado a mão!).

Você pode gostar...