Top 20 Melhores Animes de 2017

2017 acabou, então vamos aos Animes que mais se destacaram para mim. E para ficar diferente da versão em vídeo, abaixo, fiz um top 20 na versão escrita, ao invés de um top 10.

Versão em vídeo (Top 10):

 

Versão escrita (Top 20):

20 – Houseki no Kuni

Fonte: Mangá
Gênero: Fantasia, Sci-fi
Diretor: Kyogoku, Takahiko (Love Live)
Estúdio: Orange
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 

A história se passa em um mundo onde cristais ganharam forma física e tentam sobreviver às caçadas que têm como objetivo destruí-los e transformá-los em joias.

Mini-Review:

História bem diferente, que começa meio morna, mas pega depois de alguns episódios. O maior atrativo, porém, é ser o anime em computação gráfica para TV mais bem feito até hoje, é absurda a diferença para tudo que veio antes dele. O protagonista tem sua jornada de amadurecimento, várias lutas lindamente coreografadas, e… terminar mais aberto impossível e sem um clímax final… Essa parte desceu bastante a nota dele, já que virou só um pedaço incompleto de anime, que não chega nem a fechar um arco direito. Mas vale uma olhada para verem um anime em CG bonito para variar.

19 – Shoujo Shuumatsu Ryoukou

Fonte: Manga
Gênero: Aventura, Slife of Life
Diretor: Takaharu Ozaki (Persona 5 The Day Breakers)
Estúdio: White Fox (Re:Zero, Akame ga Kill)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
A história acompanha duas garotas tentando sobreviver sozinhas em um mundo em ruínas, onde elas parecem ser as únicas sobreviventes.

Mini-Review:

Um anime de slife of life e aventura sobre duas garotas em um mundo pós-apocalíptico. Não dava nada por ele, mas acabou me entretendo bastante, e trabalhando de leve algumas questões interessantes: vida, religião, dentre outras. Pensei que não responderiam nenhum dos mistérios levantados, mas acabaram entregando uma boa explicação para quase tudo no final. Para quem curte slice of life, ou só quer uma proposta bem diferente, vale dar uma olhada.

da7bd1a79fb82d5b98402bfd712ed70caee1e29218 – Shingeki no Bahamut 2: Virgin Soul

Fonte: Jogo de Cartas
Gênero: Ação, Fantasia, Magia, Comédia
Diretor: Keiichi Satou (Tiger & Bunny)
Estúdio: MAPPA (Yuri on Ice)
Episódios: 24
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
Continuação do anime original baseado em um jogo de cartas. Dessa vez com uma nova protagonista feminina.

Mini-Review:

Com uma história mais elaborada que a primeira temporada, Shingeki consegue entregar uma boa aventura, com alguns twists aqui e ali, e um final de impacto e fechado, que causa tristeza, felicidade, emociona e gera tensão. Gostei bem mais que da primeira temporada.

17 – Blend S

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Slice of Life
Diretor: Ryouji Asuyama ( diretor de episódios de The Idolmasters)
Estúdio: A-1 Pictures (Sword Art Online, Fairy Tail)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Crunchyroll

Sinopse: 
A história se passa em um café temático, onde as garçonetes adotam certas personalidades como “tsundere” ou “irmã mais nova” enquanto servem seus clientes. Uma dessas pessoas é Maika, que conseguiu um emprego no café e foi obrigada pelo seu gerente a se tornar uma “Do S” (Sadista Extrema) e assim, ela adota uma personalidade dominante e agressiva.

Mini-Review:

Ótima direção cômica, personagens divertidos, e situações diversas. Uma pena que o romance não se fechou, só dando uma trollada no final.

16 – Neto-Juu no Susume

Fonte: Manga
Gênero: Comédia, Romance
Diretor: Kazuyoshi Yaginuma
Estúdio: Signal.MD (Atom The Beginning)
Episódios: 10
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Crunchyroll

Sinopse: 
Na história uma mulher de 30 anos, desiludida com coisas que aconteceram na sua vida, decide abandonar seu emprego e virar uma NEET (pessoal que vive trancado em casa na frente do PC), abandonando o mundo real pelo mundo do MMORPG, onde cria um char masculino. A história acompanha a interação dela com outros players com quem vai formando uma party. Coincidentemente, ela acaba conhecendo todos na vida real, sem perceber quem são.

Mini-Review:

Não dava nada por esse, mas acabou se tornando um romance bem divertido. Personagens super carismáticos, e uma protagonista cheia de caras e bocas. E com tudo isso, ainda conseguia trabalhar algumas questões interessantes sobre a vida adulta, mesmo que de leve. Para quem curte MMORPG e comédia romântica, vale muito a pena dar uma olhada. A direção é acima da média também, vale notar.

 15 – Sakura Quest

Fonte: Original
Gênero: Comédia, Drama, Slice of life.
Diretor:  Soichi Masui (Chaika)
Estúdio: PA Works (Angel Beats, Shirobako)
Episódios: 25
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
Sakura Quest vai acompanhar um time de 5 garotas trabalhando como embaixadoras do turismo em uma cidade de interior. O anime vai mostrar um ano da vida delas trabalhando para tentar reviver o turismo em sua cidade.

Mini-Review:

Gosto de slices of life que propõem desafios na vida dos personagens, e embora mais fraco que Shirobako e Iroha, esse aqui acabou como um ótimo anime desse gênero. Bons personagens, bom desenvolvimento e um final fechado e bonito.

14 – Imouto sae Ireba Ii.

Fonte: Light Novel
Gênero: Comédia, Romance, Ecchi
Estreia: 08/10
Diretor: Hiroyuki Furukawa  (Baka to Test, Fate Illya)
Estúdio: Silver Link (Baka to Test, Fate Illya)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Crunchyroll

Sinopse: 
A história acompanha um autor de light novels obcecado em fazer histórias de irmãzinhas, uma autora apaixonada por ele, e mais diversos personagens excêntricos a sua volta.

Mini-Review:

Esse me surpreendeu. Começou de forma bem louca, mas conseguiu elaborar uns dramas legais, e piadas até criativas (o episódio da discussão do autor de LN com a mangaká adaptando sua obra foi hilária, assim como a história do pinto espada). Um episódio ou outro ficou mais arrastado, mas no geral gostei bastante. Até o romance, que eu pensei que não sairia do lugar, eles encaminharam. Para quem curte comédia romântica e quer aprender um pouco sobre a industria de LNs, com alguns dramas no meio, vale a pena.

7892013 – Eromanga-sensei

Fonte: Light Novel
Gênero: Comédia, Romance, Ecchi
Diretor: Ryouhei Takeshita
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online, Kimi no Uso)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Clique Aqui

Sinopse: 

A história acompanha um autor de Light Novels que ainda está no ensino médio e sua irmã hikkikomori (são pessoas que se trancam em suas casas e ficam sem contato com o mundo externo) que está trancada no quarto há mais de um ano. Enquanto tenta que sua irmã saia do quarto e volte a ter uma vida normal, uma autora de Novels conhecida vai morar do lado da casa deles, e somado a isso o protagonista descobre que o ilustrador pervertido de suas light novels é sua própria irma, conhecida na internet como Eromanga-sensei!

Mini-Review:
Tenho meus problemas com o autor de Oreimo, mas admito, eu não dou tanta risada com um anime há tempos. A mão divina do diretor para comédia ajudou um bocado, mas o autor conseguiu fazer heroínas bem carismáticas.  Ver os personagens bem decididos quanto a quem gostam foi outro diferencial. Falta só encaminharem isso de vez, em vez de ficarem enrolando. Mas para quem quer uma comédia, foi de longe o melhor do gênero pra mim na temporada.

12 – Sangatsu no Lion – Season 1

Fonte: Mangá
Gênero: Drama
Diretor: Shimbo (Madoka Magica, Monogatari)
Estúdio: Shaft (Madoka Magica, Monogatari)
Episódios: 22
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Crunchyroll

Sinopse: 
A história de um jogador de shogi (xadrez japonês) ainda no colégio, tentando superar seus traumas e obstáculos na vida.

Mini-Review:

Sangatsu (S1) é um bom drama, embora a vontade da autora de desenvolver os milhares de personagens secundários no meio de alguns arcos, torne a narrativa bastante arrastada às vezes, como a aconteceu com a segunda parte da primeira temporada, onde toda tensão da primeira parte morre. Ainda assim, se pode notar um amadurecimento e progressão do enredo na vida do protagonista. Para quem quer um drama bem escrito vale a pena, só tenha em mente que ele perde bastante o foco com frequência (a segunda temporada criou um drama bacana de bullying, mas depois começou a jogar um bando de outros dramas e histórias intercalando com aquilo, o que tirou o impacto do plot do bullying).

11 – Youkoso Jitsuryoku Shijou Shugi no Kyoushitsu e

Fonte: Light Novel
Gênero: Suspense, Escolar, Romance
Diretor: Seiji Kishi (Tsuki ga Kirei, AssClass, Angel Beats) e Hiroyuki Hashimoto (Is the Order a Rabbit?, Mahou Shoujo Ikusei Keikaku)
Estúdio: Lerche (Kuzu no Honkai )
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Aonde ver: Clique aqui

Sinopse: 

A história se passa em uma escola de elite onde todos os alunos conseguem entrar na universidade e têm emprego garantido. Eles têm total liberdade para se vestirem ou alterarem a aparência, e ganham créditos, que servem de dinheiro, de acordo com o seu desempenho no colégio.

Infelizmente, os estudantes da classe D do colégio não têm uma vida tão boa, existindo apenas para serem ridicularizados pelos estudantes das classes superiores. O protagonista, devido a um certo motivo, foi descuidado no exame de entrada e acabou indo parar na turma D. Lá ele conhece 2 estudantes de comportamento curioso, que acabam mudando sua situação no colégio.

Mini-Review:

Um anime com uma proposta muito interessante: um suspense colegial, que não apela para gore, sobrenatural, magia, etc. É tudo comum, mas com elementos que tornam a narrativa interessante. Tivesse conseguido manter o ritmo dos ótimos primeiros episódios, estaria no top 1. Mas resvalou bonito da metade para frente, só se recuperando nos dois episódios finais. Mas para quem quer um anime colegial diferente, pode valer dar uma olhada.

10 – Tsuredure Children

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Romance
Diretor: Kaneko Hiraku (Valkyrie Drive, Seikon no Qwaser)
Estúdio: Studio Gokumi (Yuki Yuuna)
Episódios: 12 (15 min)
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde ver: Clique aqui

Sinopse: 
História de vários casais diferentes interagindo, enquanto a narrativa fica trocando de foco entre cada um deles constantemente.

Mini-Review:

Um anime raro, que consegue te deixar para cima (feliz), misturando comédia, romance, e alguns momentos mais emocionais aqui e ali.

9 – Shokugeki no Souma 3 San no Sara

Fonte: Mangá
Gênero: Culinária
Estreia: 03/10
Diretor: Yoshitomo Yonetami (Souma)
Estúdio: J.C Staff (Danmachi, Sakurasou)
Episódios: 24 (especulado)
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Crunchyroll

Sinopse: 
Terceira temporada de Shokugeki no Souma, focando no arco da ‘elite dos 10’, que finalmente desenvolve a personagem Erina.

Mini-Review:

Embora a movimentada que um certo evento deu no enredo seja ótima, algumas coisas foram meio difíceis de aceitar (juízes comprados mudando de lado por causa de comida é mais fantasioso e mágico do que sou capaz de aceitar). Mas fora isso conseguiram me divertir bastante com uma temporada que não parou do começo ao fim, e terminou com uma revelação que talvez coloque um romance que tanto espero para frente.

8 – Tsuki ga Kirei (The Moon is Beautiful)

Fonte: Original
Gênero: Romance, Comédia, Escolar
Diretor: Seiji Kishi (Arpeggio of Blue Steel, Angel Beats)
Estúdio: Feel (Oregairu 2)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde assistir: Clique Aqui

Sinopse: 
História focada em 4 alunos do terceiro ano fazendo amizade e se apaixonando, enquanto amadurecem no último período deles antes da vida adulta.

Mini-Review:

Começou meio devagar, mas com o diferencial de ser mais realista que o padrão, para animes. Surpreendeu no episódio 4, e foi se mantendo, até entregar um excelente final, super completo. A escrita dele é muito boa também. Dentro do gênero romance e slice of life, é o melhor do ano (até agora).

7e23d5cdeb157faa2fcfd7f24b5d1979be81d2497 – Kuzu no Honkai

Fonte: Mangá
Gênero: Drama, Romance, Escolar
Diretor: Masaomi Ando (White Album 2)
Estúdio: Lerche (Monster Musume, Bahamut)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2 | Pv3

Sinopse: 
História de um casal que os alunos do colégio consideram perfeito, mas na verdade só está junto tentando consolar a solidão um do outro, já que ambos gostam de outras pessoas que não compartilham de seus sentimentos, no caso são professores. Eles passam o dia juntos e em momentos íntimos (sim, tem sexo no mangá como algo normal) tentando preencher o vazio que sentem por não terem quem realmente amam. Será que isso vai continuar pra sempre?

Comentários:
Com uma proposta bem diferente do normal para um drama, e direção acima da média, conseguiu apresentar um elenco bem desenvolvido, criar alguns momentos muito bonitos, e se fechar razoavelmente bem no final. Para quem quer um drama e personagens fora do padrão, vale dar uma olhada.

6 – Fate/Apocrypha

Fonte: Light Novel
Gênero: Ação, Fantasia, Magia
Diretor: Asai Yushiku (Charlotte)
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online, Kimi no Uso)
Episódios: 25
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2 | PV3

Sinopse: 

Na história vários servos são invocados por magos e divididos em 2 times diferentes, em uma guerra pelo Santo Graal.

Comentários:

Esse começou morno mas acabou subindo no meu conceito com o tempo. Muitos acham que valorizo apenas roteiro e direção, mas dou nota para entretenimento também, e esse anime conseguiu me empolgar para caramba em seus 5 episódios finais. Lutas bem animadas sem parar, e que realmente me tiravam emoção. O roteiro trabalha alguns temas legais, mas nem sempre direito, e varia de bons diálogos a alguns bem ruins.

O elenco é a pior parte, com os heróis secundários sendo mais carismáticos que o protagonista e sua amada. Mas mesmo com essa limitação, eu consegui gostar bastante do anime. Nunca pensei que veria lutas tão grandiosas em Fate, e não ter o Shirou gritando que quer ser um herói da justiça é um bônus também.

5 – Gamers

Fonte: Light Novel
Gênero: Comédia, Romance, Escolar
Diretor: Manamu Okamoto
Estúdio: Pine Jam (Getsuyoubi no Tawawa)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Aonde ver: Clique aqui

Sinopse: 
A história acompanha um garoto gamer e várias garotas, também gamers, que acabam se apaixonando por ele.

Comentários:

Esse aqui me surpreendeu um bocado, melhorando a cada episódio, e não sendo o que parecia. Me fez rir horrores, e adorei os acréscimos e invenções da direção para tentar tornar a obra mais divertida. Ansioso pelo próximo anime desse cara. Esse estúdio só sacrifica muita consistência por fluidez, mas acho válido isso, principalmente em comédia, onde o movimento pode tornar a cena bem mais engraçada do que um quadro bem abacado.

Para quem quer uma comédia envolvendo viciados em jogos, e que transforma o clichê das interpretações erradas em comédia, vale muito a pena. Só tenha em mente que o final é o episódio 11 (bem fechado até, dentro do que dava para fazer), o 12 é mais uma OVA extra de fanservice e comédia.

4 – Made in Abyss

Fonte: Mangá
Gênero: Aventura, Sci-fi, Fantasia
Diretor: Masayuki Kojima (Black Bullet, Monster)
Estúdio: Kinema Citrus (Black Bullet)
Episódios: 13
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
A história acompanha uma garota que mora na beira de um sistema de túneis chamado “Abyss”. O sonho dela é se tornar uma aventureira como sua mãe e explorar o local, cheio de relíquias misteriosas desconhecidas por humanos. Um dia ela começa a explorar o local e acha um garoto robô.

Comentários:

Um anime de proposta diferente, que é bem mais lerdo em sua narrativa do que eu gostaria, mas ao menos tem uma produção bonita e bem dirigida. Algumas surpresas quanto a parecer um anime leve também acabam te marcando na obra, uma pena terem decidido por uma aproximação tão lenta.

Tivessem acelerado um pouco e adaptado até o final do arco da 5ª camada, teria um final épico a nível de ação, twists e parte emocional. Já o do anime, na 4ª camada, acaba apenas no emocional mesmo. Um bom anime, mas que me deixou com um sentimento leve de descontentamento com alguns fatores no final, que felizmente foram reduzidos com o anuncio da 2ª temporada, e com isso, subiu um pouco na minha lista anual (se não fosse o anuncio de S2 para não deixar a história tão aberta, estaria mais atrás).

3 – Ballroom e Youkoso

Fonte: Manga
Gênero: Esporte
Diretor:  Yoshimi Itazu (Mitsuami no Kamisama)
Estúdio: Production I.G (Psycho Pass)
Episódios: 24
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2 | PV3

Sinopse: 
Um garoto que não tem talento para nada que tenta acaba descobrindo que leva jeito para dança profissional, e acaba investindo no esporte.

Mini-Review:

Anime de proposta bem diferente, e divertido de assistir. Os personagens tem um bom desenvolvimento e a obra termina de forma bem satisfatória. A trilha sonora é excelente, só o que deixa a desejar é o exagero de quadros estáticos, principalmente na parte 1 do anime.

Review completo aqui.

ed1016e072caa03d3086c07dc34f0f2c55e514842 – Kono Subarashi Sekai 2ª temporada

Fonte: Light Novel
Gênero: Comédia, Aventura, Ecchi.
Diretor: Takaomi Kanasaki (Kore wa Zombie, School Rumble Ni Gakki)
Estúdio: Deen (Kore wa Zombie Desuka, KonoSuba)
Episódios: 10
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Onde Assistir: Clique Aqui

Sinopse: 
Segunda temporada de Kono Subarashi Sekai, onde um humano morre e é mandado para um mundo de fantasia que parece um jogo de RPG.

Mini-Review:

KonoSuba continua com sua fórmula de sucesso, explorando os defeitos de seu bizarro elenco principal. Alguns episódios se destacam mais, como na S1, mas todos são bons. E ainda por cima fecha tão bem a temporada que é difícil não ficar desejando mais. Tão divertida quanto a primeira temporada, KonoSuba continua uma das minhas comédias favoritas de todos os tempos. Personagens carismáticos, boa direção e até cenas de ação bem animadas dão as caras.

Review da Primeira.

5bc5a45dcb4af42283bcab87e14fdc1eaedc12051 – Shingeki no Kyojin 2ª temporada

Fonte: Manga
Gênero: Ação, Fantasia, Drama, Tragédia
Diretor: Masashi Koizuka
Estúdio: WIT (Guilty Crow, Attack on Titan)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Aonde assistir: Clique Aqui

Sinopse: 
Continuação da história da humanidade lutando contra uma ameaça de Titãs.

Mini-Review:
Ótima continuação. Ajeitaram os problemas de produção da primeira temporada, começaram a dar algumas respostas, mantiveram a tensão durante a maioria dos episódios, aprofundaram personagens e encerraram com um bom clímax. Basicamente o que gostaria que todo anime de ação entregasse. Para ficar perfeito só faltou o protagonista amadurecer…

Menções Honrosas (Top 40 do ano):

Você pode gostar...