Primeiras Impressões – Temporada de Inverno 2018

Atualizado: 15/01

Comentários e análise do primeiro episódio de todos os animes da temporada, para ajudar quem está em dúvida do que assistir.

Mais análises serão feitas conforme os animes forem estreando. Além do Marco, o redator Marcelo deve colocar suas análises futuramente também.

Relacionado:

Guia da temporada anterior:

Guia de Animes de Outubro 2017

 

Animes da temporada de Outubro que continuam nessa:

  • Sangatsu no Lion 2
  • The Ancient magus Bride (Mahou Tsukai no Yome)
  • Black Clover
  • Garo: Vanishing Line

 

Grancrest Senki

Fonte: Light Novel
Gênero: Ação, Aventura, Fantasia
Diretor: Mamoru Hatakeyama (Shouwa Genroku Rakugo Shinjuu, Sankarea)
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online, Shigatsu wa Kimi no Uso)
Estreia: 05/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: 24
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
A história se passa em um continente caótico, onde os lords que mantinham a paz com seus “crests”, possuidores de magias poderosas, quebraram seu juramento e começaram a brigar pelos “crests” uns dos outros. A novel acompanha Shiruka, uma maga que odeia os lords por abandonarem seu juramento, e um cavaleiro, que está em uma jornada de treinamento para um dia conseguir liberar sua cidade natal de um lord tirano. Shiruka e Theo fazem um juramento eterno de Servo e Mestre, e a partir daí começam a trabalhar juntos para salvar seu continente dominado por guerras e caos.

Comentários:

Marco

Nota: 3.5/5

Início apenas ‘ok’, introduzem bem os personagens centrais, cuja garota acaba chamando bem mais atenção. Mas o protagonista, claramente o novato que vai progredir em poder e confiança com o tempo, não faz feio também. A parte visual tem seus momentos de criatividade, e é bem-acabada. Mas na hora da ação, onde eu esperava algo mais chamativo, eles entregam só o básico, faltando aquela coreografia elaborada e chamativa.

Tudo bem que é o começo, e essa luta não é feita para ser épica, mas não custa tornar o começo o mais chamativo possível, incrementando o combate. Fora isso, as coisas caminham bem rápido, com o objetivo já estabelecido, e o próximo conflito em vista. Pode melhorar ou decair, mas pelo começo, acho que vale dar uma olhada, principalmente quem curte aventura medieval.

Marcelo

Nota: 2.75/5

“Mais do mesmo, só que com uma cara diferente”, foi basicamente o resumo mental do episódio que veio na minha cabeça depois de assistir. A proposta é interessante, mas não se destaca tanto sozinha, sem algum aprofundamento (conflitos políticos, um sistema feudal baseado em brasões mágicos, e por aí vai).

A introdução do protagonista, e o motivos dele ser “escolhido” pela garota me soaram um pouco fracos. Ele forjou o próprio brasão, o que parece ser algo raro, ou até mesmo impossível, mas fora isso, não tem muitas coisas que façam ele ser alguém “destacável”, ainda mais quando ele apenas chega a cavalo, e entra na briga, para no final, terminar conseguindo um contrato.

A garota também contribuiu muito para esconder o foco dele, já que ela sim parece ser alguma coisa no universo da história. No final, mesmo que não seja uma experiência ruim, a sensação de que todo mundo comprou a ideia de que o cara tem potencial, sem ele realmente indicar isso, acabou me deixando meio pé atrás com o que pode vir a seguir.

Nanatsu no Taizai 2

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Aventura, Ecchi
Diretor: Takeshi Furata (Saint Seiya Soul of Gold, EldLive)
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online, Shigatsu wa Kimi no Uso)
Estreia: 12/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
Segunda temporada de Nanatsu no Taizai.

Comentários:

Em Breve.

Sakura Cardcaptor: Clear Card-hen

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Comédia, Romance, Fantasia, Shoujo
Diretor: Morio Asaka (Nana, Sakura Cardcaptor)
Estúdio: Madhouse (Parasyte, Death Parade)
Estreia: 06/01/2018 (Sabado)
Episódios: 22
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Nova temporada de Sakura Cardcaptor continuando a história do anime dos anos 2000. A obra voltou com uma continuação em mangá com os personagens no ensino médio, e o anime vai adaptá-la.

Comentários:

Marco

Nota: 3.5/5

Achei meio estranho como eles basicamente resetaram o plot das cartas da série antiga, acrescentando pouco de novidade. Ficou mais parecendo um reboot da série com personagens mais velhos, do que uma continuação. Embora, claro, a relação dos personagens já esteja pré-estabelecida graças aos eventos anteriores.

Se você gostava muito de Sakura vai, provavelmente, ter uma sessão nostalgia com esse episódio, que tenta recapturar o feeling da série dos anos 90, o atualizando dentro do possível. Mas para novatos, que decidirem começar a série por aqui (sim, dá para fazer isso, e qualquer dúvida só olhar uma Wikia), o primeiro episódio vai ser apenas uma apresentação ‘ok’ da trama e elenco.

Marcelo

Nota: 3.5/5

Ah, maldita nostalgia… Foi realmente gostoso assistir esse episódio, enquanto lembrava da época em que acompanhava pela TV.

Como uma estreia, diria que ficou na média. Ele tenta introduzir os conceitos do universo para não deixar possíveis novatos perdidos, mas não aprofundou muito, então pode ser que algumas coisas acabem meio vagas, como a existência de certos personagens, e coisa do tipo (o que deve diminuir na medida em que o anime progredir)

Eu gostei bastante desse clima introdutório, já que minha memória não é das melhores, então levou um tempo para conectar certas coisas ali, e esse tipo de “ajuda” é sempre bem-vinda.

Com toda certeza, é uma boa forma de matar a saudade da série, e passar alguns minutos com aquela sensação boa de nostalgia dos tempos de infância.

Fate/Extra: Last Encore

Fonte: Jogo
Gênero: Ação, Jogo
Diretor: Yukihiro Miyamoto (Denpa Onna, Zan sayonara Zetsubou)
Estúdio: Shaft (Monogatari, Madoka Magica)
Estreia: 27/01/2018 (Sabado)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1PV2

Sinopse: 
Um garoto acorda sem memórias em um mundo virtual. Com apenas uma misteriosa garota ao seu lado, que se diz seu servo heroico. Depois disso, ele vai entrar em uma luta até a morte por um prêmio conhecido como o Santo Grall, que pode realizar qualquer desejo. Ainda mais importante que isso, pode lhe ajudar a descobrir quem ele é.

Comentários:

Em Breve.

Toji no Miko

Fonte: Original
Gênero: Ação, Aventura
Diretor: —
Estúdio: Gokumi (Yuuki Yuna)
Estreia: 05/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: 24
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Na história existe um grupo de garotas com poderes especiais, cujo governo dá permissão para carregarem espadas, de forma a poderem exterminar espíritos malignos. Existem várias escolas responsáveis por treinar essas garotas, e todo ano elas se juntam para uma competição, decidindo as mais hábeis entre elas. Acompanhamos uma dessas garotas, que é mais animada do que o normal com seu serviço de exterminar espíritos, e suas amigas.

Comentários:

Marcelo

Nota: 2.5/5

Começando com aquela velha tentativa de impressionar com eventos do futuro, as coisas não funcionaram tão bem assim para mim. A mudança de clima, indo de uma ficção científica, com armaduras estilizadas e monstros gigantes, para algo mais ocidental, focado em combates de espadas, acabou não me dizendo muito.

O torneio consegue ser minimamente interessante, mas também não chega a ser surpreendente. Como gosto do estilo de luta usado lá, com abuso da velocidade e tudo mais, se tornou um pouco mais agradável de ver, além de ser curioso a forma como possivelmente as espadas funcionam no universo do anime.

Por outro lado, o final volta a ter uma cara meio estranha, com uma tentativa de assassinato, e a protagonista fugindo junto da outra garota, sem dar bons motivos para isso, que não fosse o fato de precisar seguir com a história.

Para uma estreia, acaba não sendo nada demais, porém, ainda parece valer a pena seguir a regra dos três episódios.

Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku

Fonte: Light Novel
Gênero: Fantasia, Comédia, Aventura
Diretor: Shin Oonuma (Baka to Test)
Estúdio: Silver Link (Baka to Test, Rakudai Kishi)
Estreia: 11/01/2018 (Quinta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Conta a história de um programador de 29 anos que vai parar em um mundo de RPG. Ele reencarna em um corpo de 15 anos e depois de entender o que está acontecendo, decide tentar viver em paz por ali. Infelizmente a aparição do Maou vai atrapalhar seus planos.

Comentários:

Marco

Nota: 3.25/5

Levando em conta que eu esperava ver um Smartphone 2.0, esse até que surpreendeu. O protagonista fica overpower rapidamente, mas ao menos por enquanto, a narrativa não fica tentando exaltar esse lado da história.

A parte inicial da vida dura de um programador foi tão realista que eu só posso supor que o autor era um programador. Tem detalhes minuciosos demais ali sobre programação para ser mera pesquisa. Eles focarem tanto naquele início, de forma a apresentar a personalidade do protagonista, foi um ponto a mais também, em vez de dar um dane-se e jogar ele logo no mundo virtual, como a maioria das obras do gênero faz.

O problema é quando chega a fantasia. Eu abomino autores metendo um “dane-se, vou jogar ele um um mundo de jogo sem explicação”. Muitos parecem sem saco, ou então não conseguem pensar em uma forma criativa de fazer isso sem soar clichê, então ganhamos várias obras com essa temática, que simplesmente jogam as pessoas no mundo online, sem preocupação alguma em como aquilo aconteceu. Nem sequer fazem mistério, eles só ignoram o fato porque estão sem saco de elaborar uma explicação (Overlord, Log Horizon, Grimgar, e agora Deathmarch fizeram isso).

Mas fora isso, eles conseguiram manter minha atenção e apresentar bem o personagem. E embora falte um clímax épico para chamar atenção, a batalha contra o pseudo-dragão estava bem feita. Só o final, com a piada da princesa, que não é lá uma forma muito interessante de fechar o episódio.

Marcelo

Nota: 2.75/5

Surpreendentemente, foi uma estreia razoável, mesmo com alguns “problemas”.

A invocação do protagonista para o outro mundo não é lá muito interessante (ele dorme e vai para o jogo que estava programando), o que não colabora muito para diferenciá-lo de outros Isekais, além do outro mundo não ter sido muito bem apresentado, deixando a sensação de coisa genérica ainda mais forte.

Para completar, ele fica forte em poucas horas, seguindo um dos atalhos que ele mesmo sugeriu no desenvolvimento do game. Por mais que seja desmotivador ver o herói ficar OP logo de cara, o episódio não perde completamente a graça. Claro, é um pouco chato ver que ele consegue resolver a maioria dos problemas olhando o inventário, ou distribuindo seus pontos em habilidades, mas como não abusa muito disso, ficando apenas mais em um survival, do que um demonstração de poder em lutas, não chega a incomodar muito.

O final foi bem fraco, tentando uma piadinha com a conquista de “salvar a princesa” aparecendo na tela como um troféu, mas é bem pobre para um gancho futuro, e não colabora muito para empolgar pelo próximo.

Overlord 2

Fonte: Light Novel
Gênero: Ação, Aventura
Diretor: Naoyuki Itou (Digimon Savers)
Estúdio: Madhouse (Parasyte, Death Parade)
Estreia: 09/01/2018 (Terça-feira)
Episódios: 13
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Segunda temporada de Overlord, que acompanha um homem preso em um MMORPG sem motivo aparente, cujo objetivo se torna dominar aquele mundo.

Comentários:

Marco

Nota: 3.25/5

Não tem muito o que falar desse aqui, é aquele começo introdutório reapresentando os personagens e preparando o terreno para conflitos futuros.

Beatless*

Fonte: Light Novel
Gênero: Ação, Romance, Drama
Diretor: Seiji Mizushima (Full Metal Alchesmist, Expelled from Paradise)
Estúdio: Diomedia (World Break, Fukka)
Estreia: 12/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Um garoto tem um encontro do destino com uma android de combate, com características únicas, e a partir daí, sua vida muda para sempre.

Comentários:

Marco

Nota: 3/5

Começo meio sem graça. Apresenta as androids, com algumas cenas de ação sem muita emoção. Rola o famoso contrato, e fim. A parte do contrato tentam gerar alguma tensão, mas não tem nada realmente perigoso ocorrendo ali. No fim serviu apenas para apresentar a android principal, que é simpática, mas fica nisso. Já o protagonista não diz muito. Espero que tenha mais na escolha dela para um mestre do que achar o protagonista ‘gente boa’. Tem umas dicas disso no flashback, mas nada concreto.

Marcelo

Nota: 3/5

Foi bem satisfatória para mim. Interessante ir vendo o contraste entre o futurístico e os tempos atuais, através de alguns detalhes sutis no cotidiano dos personagens, a forma como abordaram a questão da visão dos humanos em relação aos robôs também foi legal, supondo algumas nuances do dilema sobre a “humanidade” presente em máquinas com IA avançada.

O encontro entre o casal não impressiona muito, ficando apenas no contrato e na leve introdução de possíveis rivalidades entre grupos (humanidade x máquinas, ou coisa do tipo). O que mais me chamou atenção aqui, foi a o comportamento do protagonista.

No início do episódio ele demonstra ter uma grande empatia pelos robôs, o que, indiretamente, sugere que ele sentiria o mesmo por humanos, porém, durante o clímax da batalha, a garota o alerta sobre a possibilidade de desligar aparelhos de suporte vital que estão por perto, e mesmo consciente do risco, ele aceita sem relutar.

Pode ser um futuro, mas, caso não seja, soa como uma brecha bem interessante para ser explorada.

 

Darling in the Frankxxx

Fonte: Original
Gênero: Ação, Mecha, Romance
Diretor: Atsuhi Nishigori (The Idolmaster)
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online, Shigatsu wa Kimi no Uso)
Estreia: 13/01/2018 (Sabado)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2 | PV3

Sinopse: 

A história desenrola-se no futuro distante. A Terra está arruinada, e a humanidade se estabelece em uma cidade fortaleza móvel chamada Plantation. Os pilotos produzidos dentro da Plantation, vivem em Mistilteinn, também conhecido como ”gaiola”. Sem ver o mundo exterior ou os céus, apenas sendo ensinados a lutar para realizar missões, estes jovens se preparam para pilotar robôs conhecidos como Frankxx, numa batalha contra um enorme e misterioso inimigo chamado Kyoryu. Para as crianças, pilotar um Frankxx significa provar sua existência.

Um rapaz de nome Hiro foi conhecido como um prodígio no passado. No entanto, ele ficou para trás, e sua existência parece desnecessária. Não pilotar um Franxx é o mesmo que deixar de existir. Um dia, aparece uma garota misteriosa conhecida como “Zero Two” e o convida para ser seu parceiro.

Comentários:

Marco

Nota: 4/5

Já temos a protagonista mais carismática da temporada! E é a ‘Esdeath’ do bem! Ela leva o episódio nas costas. Já o protagonista da obra está meio sem sal, por enquanto, mas não faz nada que de raiva dele também. A parte do rio, que alguns fizeram o maior escândalo pelo fanservice, eu não achei nada demais.

Já o final é manjado para animes de robô: aparece um inimigo no final, protagonista entra em um robô e resolve o problema ao som de uma música épica. Quase todos seguem esse padrão, e aqui não foi diferente. Como disse, o maior diferencial foi a garota, não o andar do roteiro. O sistema de piloto dual tem que ser melhor explicado ainda, mas foi um bom começo, que apresenta bem o casal principal e termina com uma cena de impacto, como eu acho que deve ser o episódio 1 de qualquer anime de drama ou ação. Só esperava mais da trilha sonora, que não empolgou tanto quanto eu esperava. Mas a animação estava linda.

Marcelo

Nota: 3.75/5

Mesmo seguindo as formulas básicas, conseguiu ser bem agradável de acompanhar. A garota se destaca bastante, e com alguns poucos detalhes, já é possível enxergar algumas coisas interessantes sobre o seu passado.

O protagonista carrega aquele velho complexo de inutilidade, e de início parece ser bem simples, mas no decorrer do episódio, ele acaba “melhorando” um pouco, e se tornando menos passivo do que eu esperava(Mas nada milagroso).

O background da história tem alguns ideias interessantes, como o fato de certas crianças não receberem nomes, e serem levadas para servir unicamente como pilotos dentro de uma instituição que tem certas características religiosas.

Por mais que não tenha fugido muito do esperado, o clima do anime é bem agradável, e vale a pena dar uma conferida.

Hakata Tonkotsu Ramens

Fonte: Light Novel
Gênero: Ação
Diretor: Kenji Yasuda (Macross Delta, Arata Kangatari)
Estúdio: Satelight (Macross Frontier, Madan no Ou to Vanadis)
Estreia: 12/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A história se foca em uma cidade que parece pacífica superficialmente, mas é dominada pelo crime e violência. Acompanhamos diversos personagens do submundo da cidade: um detetive, um assassino profissional, informantes, vingadores, dentro outros. As coisas ficam ainda piores quando um “assassino de assassinos profissionais” surge na cidade.

Comentários:

Marcelo

Nota: 2.5/5

No mínimo curioso. Parece uma tentativa de Durarara!!!!, com múltiplos personagens e histórias aparecendo durante o episódio, porém, sem nenhuma delas ser realmente impressionante.

A temática com assassinos pode ser interessante para alguns, e o fato de um dos personagens se vestir de mulher, dá uma certa personalidade para o anime, por mais que seja bizarro de início.

Meio cedo para dizer que vale a pena, mas pode agradar alguns como a movimentação do episódio (nada magnífico, mas dá para prender a atenção ao que está acontecendo ali)

Basilisk: Ouka Ninpuchou*

Fonte: Novel
Gênero: Ação, Histórico, Romance
Diretor: Junji Nishimura (Glasslip, Vivid Strike)
Estúdio: Seven Arcs Pictures (Mahou Shoujo Lyrical Nanoha, Trinity Seven)
Estreia: 08/01/2018 (Segunda-feira)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
O novo Basilisk é uma adaptação da novel que serve de continuação do mangá original de Masaki Gasawa, cujo qual já inspirou uma adaptação para anime de 25 episódios pelo estúdio Gonzo (Full Metal Panic, Gantz) que inclusive foi exibido no Brasil no falecido Animax. A história da nova série se passa 10 anos após a conclusão do mangá/anime, focando nos personagens Hachiro e Hibiki, dois ninjas dos clãs Kouga e Iga.

Comentários:

Em Breve.

Kokkoku – Moment by Moment

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Mistério, Psicológico, Sobrenatural
Diretor: Yoshimitsu Ohashi (Witchblade, Galaxy Angel)
Estúdio: Geno Studio (Genocidal Organ)
Estreia: 07/01/2018 (Domingo)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A fim de salvar seu irmão e sobrinho que foram sequestrados por um misterioso grupo religioso conhecido como a Sociedade de Amor Genuíno, Juri e sua família lançaram um feitiço usando uma pedra escondida por seu avô, para entrar no mundo do tempo parado, conhecido como Stasis. No entanto, quando infiltram a base do sequestrador, eles são interceptados por outras pessoas que também podem se mover livremente nesse mundo. Cheio de criaturas grotescas que se escondem lá, eles serão capazes de escapar do mundo paralelo e retornar às suas vidas normais?

Comentários:

Marco

Nota: 3.25/5

Esse aqui tenta começar jogando logo um clima de tensão, mas termina meio que sem mostrar a que veio. É aquele tipo de anime que só vai dar para avaliar melhor mais para frente. O elenco não mostra grande carisma, o que é o maior problema. A protagonista tem alguma atitude inicialmente, mas depois entra em modo “o que está acontecendo?” o resto do episódio todo, enquanto o avô dela joga algumas informações random. Admito que o que mais me chamou atenção foi a Abertura e Ending. A animação é outro ponto que não faz feio, mas também não impressiona.

E a propósito, foi um momento bem estranho para terminar o episódio.

Marcelo

Nota: 3.5/5

Uma estreia que me interessou bastante. O tom sobrenatural, junto do cenário urbano, combinou bem, e ajudou a despertar meu interesse pelo que estava acontecendo ali.

O meio do episódio acaba sendo um pouco aleatório, com uma exposição que tenta não ser descarada, mas que acaba indo e voltando sem entregar muitas coisas.

Porém, o final, acabou me agradando. O surgimento de uma criatura misteriosa, os poderes do velho enquanto “lutavam”, e o aparecimento de uma organização misteriosa, criando um gancho curioso para mim.

Se tivessem introduzido melhor essa questão do universo congelado, talvez tivesse impressionado mais.

 

Hoshin Engi (Soul Hunter)

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Fantasia
Diretor: Masahiro Aizawa
Estúdio: C-Station (Seikoku no Dragonar)
Estreia: 12/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Há milhares de anos na China, uma feiticeira maligna enfeitiçou o imperador de uma poderosa dinastia e ele se tornou um fantoche. O país está em ruínas e espíritos maus aparecem em todos lugares. A Confederação dos Mestres Imortais planeja uma missão ousada: eles enviam um jovem mago para perseguir os vilões e bruxos nas terras devastadas.

Comentários:

Em Breve.

Fate/Grand Order: Moonlight/Lostroom*

Fonte: Jogo
Gênero: Ação, Fantasia
Diretor: Hitoshi Nanba (Gosick)
Estúdio: Lay-duce (Fate Grand Order: Last Order)
Estreia: 31/12/2017 (Domingo)
Episódios: 1
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Anime baseado no famoso game de smartphone de Fate, mas com uma história original.

Comentários:

Marcelo

Nota 3.5/5

É um caso complicado, já que funciona como prólogo/marketing para o Arco 2 do jogo para celular Fate/Grand Order. Dentro dos contextos certos, a quantidade de informações e o fanservice, como a aparição dos servos que podem ser invocados no game, acabam tornando o episódio algo interessante.

Para quem esperava uma continuação do OVA lançado ano retrasado, ou não faz muita ideia do que está acontecendo no servidor japonês do jogo, isso pode acabar confundindo, mais do que ajudando.

Devilman: Crybaby

Fonte: Manga
Gênero: Ação, Horror, Demônios, Sobrenatural
Diretor: Masaki Yuusa (Ping Pong, Tatamy Galaxy)
Estúdio: Science Saru
Estreia: 05/01/2017
Episódios: 10
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Um garoto acaba possuído por um demônio, virando um Devilman, um demônio com coração humano. Ele então parte em uma luta para acabar com os demônios na sua cidade.

Comentários:

Marco

Nota: 3.75/5

Não me impressionou tanto, como a alguns, mas é, provavelmente, o início mais chocante da temporada. O diretor e sua excentricidade visual estão bem presentes, o que vai agradar uns e espantar outros. Mas que conseguem causar impacto com aquele final, conseguem. Para quem estava com saudades dos animes ultraviolentos e que não tem problema em mostrar cenas de nudez ou sexo (tipo Game of Thrones), esse aqui pode agradar.

Só vá preparado para um design bem simplificado e que vira gelatina, ou estilizam bastante com frequência. Para compensar, as cenas de ação são bastante fluidas. E vale dizer, o protagonista muda de personalidade mais rápido que o Kaneki. No episódio 2 já praticamente virou outra pessoa, o que gera um começo até engraçado de episódio (ok, falar do ep 2 foi trapaça, a ideia era só falar do 1…).

Ecchi

 

Nanatsu no Bitoku*

Fonte: Media Project
Gênero: Ação, Ecchi
Diretor: Itsura Shinji (Fairy Tail, Log Horizon)
Estúdio: Bridge (Seisen Cerberus)
Estreia: 26/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Spin-off de Seven Deadly Sins se focando nos anjos, em vez dos demônios.

Comentários:

Em Breve.

25-sai no Jyoshikousei*

Fonte: Manga
Gênero: Romance, Ecchi, Escolar
Diretor: Hideta Oota (Junjou Shoujo Et Cetera, Chikan no License)
Estúdio: Lyrics
Estreia: 07/01/2018 (Domingo)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Romance entre um professor e uma mulher de 25 anos fingindo ser uma aluna, para tentar completar o ensino médio, se passando por uma familiar dela.

Comentários:

Em Breve.

Killing Bites

Fonte: Mangá
Gênero: Ação, Ecchi
Diretor: Yasuto Nishitaka (Diretor de episódios de Arslan Senki, Nanatsu no Taizai)
Estúdio: Liden Films (Terra Formars, Yamada-kun and the 7 Witches)
Estreia: 12/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Na história acompanhamos um cara que se meteu no rapto de uma garota contra a sua vontade. Todos menos ele acabam mortos pela garota, que ele descobre ser um humano modificado com poderes de animal, competindo com outros de sua raça em duelos mortais envolvendo complexas apostas. Sem aviso prévio, ele acaba obrigado a ser tornar o parceiro da garota.

Comentários:

Marco

Nota: 3/5

Para quem estava com saudades de um ecchi de batalha, vai se deliciar com esse aqui, porque é exatamente essa a proposta: fanservice para todo lado e lutas muito violentas. A parte que vai mais desagradar a maioria é que o protagonista é um humano bundão, a garota que é a ‘badass’.

Não tem muito o que falar que a sinopse não diga, o mérito fica no fato de manterem o episódio todo tenso, e apresentarem a trama devidamente, enquanto mantém uma boa quantidade de ação. A animação não é nada demais, mas não faz feio também. Claramente não é um anime premium, longe disso, mas pode divertir quem estava com saudades de um ecchi de ação com bastante gore.

 

Ryuuou no Oshigoto!*

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia
Diretor: Shinsuke Yanagi (Netoge no Yome, Ro-Kyu-Bu)
Estúdio: Project No.9 (Netoge no Yome, Ro-Kyu-Bu)
Estreia: 08/01/2018 (Segunda-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A história conta sobre Yaichi Kuzuryuu, um adolescente de 16 anos que é considerado o maior campeão da história do Shogi, com o título de ”Ryuuou” (Rei Dragão). Um dia aparece uma menina de 9 anos na sua casa, ela se chama Ai Hinazuru e pede que ele seja seu mestre.

Comentários:

Marco

Nota: 3.5/5

Se saiu melhor do que eu esperava, a dinâmica entre o protagonista e a garotinha ficou muito engraçada, e ela acaba sendo de longe o personagem mais carismático do elenco (o “modo concentração” e o “modo yandere” foram hilários). A cena de fanservice com ela, no entanto, foi desnecessária…

No geral conseguem entregar um primeiro episódio divertido, misturando drama e comédia, ao mesmo tempo que apresentam o elenco principal e dão um objetivo a ser seguido. Em suma, um Sangatsu no Lion mais excêntrico/caricato (só olhar os adversários do protagonista para notar) e puxado para comédia, mas que ainda tem sua história e um pouco de drama, que devem gerar desenvolvimentos. Pode valer a pena dar uma olhada.

Marcelo

Nota: 3/5

Tira drama, seriedade, e clima orgânico de Sangatsu no Lion, troca por personagens característicos e um clima mais light, e você terá Ryuuou no Oshigoto. Não que isso seja ruim, na verdade, é o que torna o anime uma opção interessante.

Os personagens são divertidos, com a garotinha sendo simpática e fazendo um bom contrapeso para as ações do protagonista, assim como a amiga dele.

O episódio foca em introduzir os personagens, mas algumas deixas sobre o passado do protagonista soam interessante, se bem aproveitadas, pode dar bons temas de discussão e desenvolvimento, de resto, o anime se mantém em uma faixa ok, sendo uma possível boa opção para temporada.

Saiki Kusuo no Psi-nan 2

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia
Diretor: Hiroaki Sakurai (Maid-sama)
Estúdio: J.C Staff (DanmachiSakurasou)
Estreia: 16/01/2018 (terça-feira)
Episódios: 24
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A história acompanha um jovem com poder de telepatia e telecinese que tenta viver uma vida normal, e não acha que seus poderes são mais um problema que uma vantagem.

Comentários:
Em Breve.

Dagashi Kashi 2

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia
Diretor: Satoshi Kuwahara (Black Jack)
Estúdio: Tezuka Productions (Black Jack)
Estreia: 11/01/2018 (Quinta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A obra acompanha um garoto que quer ser um mangaká, mas não tem talento algum para o ofício. Em vez disso, tem grande talento para vender os complexos doces da loja do pai, que ele não dá muita bola. Um dia uma garota excêntrica viciada em doces aparece querendo fazer o garoto assumir o negócio do pai de qualquer forma.

Comentários:

Marcelo

Nota: 2.5/5

Relevando a queda de qualidade, especialmente na Hotaru , o clima continua bem parecido com o da primeira temporada, mas perdendo alguns pontos pelas expressões que não chegam a ser lá muito cômicas.

Acompanhar o anime não deve ser um problema, a menos que a revolta pelo crime que cometeram com aquele character design lindo, te faça pegar birra com o tempo.

Pop Team Epic*

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia
Diretor: Jun Aoki (Apartment)
Estúdio: Kamikaze Douga (Cocolours)
Estreia: 06/01/2018 (Sabado)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Anime zuado fazendo piada sobre tudo que é possível. Acompanha duas colegiais. A sinopse do site apenas cita uma frase famosa de Shakespeare “Não existe escuridão, mas sim a ignorância”.

Comentários:

Marco

Nota: ??/5

Palavras não definem esse treco… É louco, é troll, é zuado, é insano, é… Vão assistir, ao menos vale como uma experiência diferente. E aí me digam se conseguem dar uma nota depois. E não, você não pegou o episódio errado, começa daquela forma mesmo, faz parte da zueira.

Comédia ROmantica

Karakai Jouzu no Takagi-san*

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Romance
Diretor: Hiroaki Akagi (Hina Logic: From Luck & Logic)
Estúdio: Shin-Ei Animation (Doraemon, Crayon Shin-chan)
Estreia: 08/01/2018 (Segunda-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
A história foca no estudante do ensino médio Nishikata, que sofreu humilhações após ser provocado pela Takagi, a menina da mesma classe dele. Desde então, ele prometeu que vai fazer Takagi ser humilhada do mesmo jeito que ele foi humilhado.

Comentários:

Marco

Nota: 3/5

Uma comédia romântica bonitinha de uma garota pegando no pé de um garoto, que não consegue se vingar, e quando tenta, se dá mal. Mas é basicamente isso, repetido em várias sequências diferentes. Embora bonitinho, achei meio repetitivo. Tem claramente um clima de romance entre eles, e um gosta do outro. Não sei se vou continuar ou não, mas pode ter quem aprecie o clima leve e bonitinho da coisa toda.

Marcelo

Nota: 3.75/5

Não fui esperando muita coisa, e acabou me surpreendendo muito. O casal é bem bonitinho, e o clima que eles criam com suas brincadeiras acaba sendo ainda mais fofo, que deixa complicado não querer ver eles juntos logo.

A comédia conseguiu me agradar bem, e mesmo que seja perigoso essa repetição de fórmula, parece uma estreia bem promissora, que vale a pena ser conferida por quem gosta de uma comédia romântica mais descompromissada.

Drama

Citrus

Fonte: Mangá
Gênero: Drama, Romance, Yuri
Diretor: Katsugaki Nago (Rokka no Yuusha, Yosuga no Sora)
Estúdio: Passione (Rokka no Yuusha)
Estreia: 06/01/2018 (Sabado)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A obra foca em uma garota que vai para um colégio rígido só para mulheres depois de sua mãe casar novamente, e ela ter que se mudar. Ela acaba se desentendendo com a presidente do concelho estudantil do novo colégio logo na entrada, e para piorar descobre que ela é sua nova irmã. Não surpresa o bastante, a garota a pega desprevenida e a beija do nada. Esse é só o começo de uma longa e dramática relação amorosa.

Comentários:

Marco

Nota: 3.75/5

Dentro da proposta de um drama esse aqui realmente consegue entregar um início chamativo. A apresentação da protagonista é ótima, entendemos bem ela, sem ela ter que ficar elaborando um monólogo gigante para explicar sobre si mesma (o que autores ruins fazem, direto!). As ações dela durante os eventos do episódio definem ela muito bem. E o modo que ela se dá mal acabou ficando divertido de acompanhar na primeira metade. Já a outra personagem ainda é um mistério, mas o que ela faz no final demonstra perfeitamente que o beijo que ela recebeu era algo forçado, e não mútuo, como a loira tinha pensado (ela deu para a loira a sensação que ela sentiu sendo beijada pelo cara).

Agora é descobrir o porquê dela estar com um cara que não gosta (talvez seja o marido arranjado que comentaram). Concluindo, temos uma apresentação chamativa, tensão entre as personagens centrais, e alguns mistérios. Para quem gosta de drama, lésbico ou não, vale dar uma olhada.

A direção e alguns cortes de animação, foram acima da média, vale dizer. Esse estúdio tinha fama de deformar bastante os personagens ao longo do tempo, vamos ver se corrige isso com essa adaptação.

Só o lance do pai que vive viajando que eu acho ridículo de engolir. Então a mulher decidiu do nada casar com um cara que ela praticamente nunca vê? Só se for pelo dinheiro dele, porque casar com alguém que você gosta sabendo que vão ficar mais separados do que juntos, é algo sem sentido pra mim. Me pareceu mais uma desculpa da autora para juntar duas personagens, mas sem ter que apresentar um pai para a família. Como a mãe da loira conheceu e casou com ele, se ele nunca para em casa? (a morena diz que viu ele pela última vez há 5 anos…). E como ele, que é o diretor da escola, nunca está na escola, porque está viajando? É uma coisa mais louca que a outra sobre esse pai.

Marcelo

Nota: 3.75/5

Estava bem curioso para saber como ficaria a adaptação e, felizmente, o resultado inicial foi positivo. O episódio consegue introduzir bem alguns pontos que vão ser explorados durante o primeiro arco, além de apresentar os personagens de forma agradável.

A Yuzu é bem divertida, e a Mei consegue trazer o clima de mistério para história, criando um interesse sobre o que está acontecendo ali.

O final não me surpreendeu tanto, já que li o mangá, mas a cena ficou legal, e fecha bem o episódio, dando a deixa do desenvolvimento da relação entre as duas.

Koi wa Ameagari no You ni

Fonte: Mangá
Gênero: Romance, Drama
Diretor: Ayumu Watanabe (Space Brothers)
Estúdio: Wit Studio (Shingeki no Kyojin)
Estreia: 11/01/2018 (Quinta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 

História de uma estudante que se apaixona por seu chefe, de 45 anos de idade, do restaurante onde trabalha. Divorciado e com um filho, ele é relutante com a afeição da garota, mas de pouco em pouco vão ficando mais íntimos.

Comentários:

Marco

Nota: 3.75/5

Estreia muito bonitinha. O anime é parado, mas conseguiu me manter interessado, graças a protagonista. O constante interesse, e reações dela, principalmente, quanto ao gerente, são muito bonitinhas. O cara que gosta dela sendo ignorado gerou umas cenas engraçadas também.

A animação está ótima, com bastante foco na gesticulação e traços bem definidos. O constante foco nos olhos chamativos da garota, mostrando o fascínio dela com o homem por quem se apaixonou, eu achei outro toque legal. Para quem quer um drama leve, vale dar uma olhada nesse. A Opening, vale dizer, é bem criativa, e a ending tem uma música lindíssima.

Marcelo

Nota: 4.25/5

A proposta de romance não tinha chamado muito minha atenção, e acabei abrindo o primeiro episódio mais por curiosidade, do que por vontade de ver. Que bom que fiz isso.

O clima do anime é muito gostoso, passando uma ambientação muito boa com OST e alguns cortes de cena. A relação da garota com o gerente tem um brilho próprio, e o anime consegue introduzir de forma tão simples, mas tão densa a protagonista, que me deixou surpreso.

A conversa com a amiga sobre o clube, e logo depois, os flashbacks com o primeiro encontro entre ela e o gerente, dando foco na sua cicatriz do calcanhar, basicamente entregam todo o drama que ela passou, dizendo o mínimo possível, mas gerando uma complexidade incrível para a personagem, o que para mim é algo digno de nota, é muito difícil de encontrar por aí.

Resta saber se iram continuar mantendo esse nível de profundidade, porque, por essa estreia, parece ser uma das grandes apostas de romance/drama.

Violet Evergarden

Fonte: Light Novel
Gênero: Drama, Romance, Gore, Tragédia, Fantasia
Diretor: Taichi Ishidate (Kyoukai no Kanata)
Estúdio: Kyoto Animation (Hyouka, Koe no Katachi)
Estreia: 10/01/2018 (Quarta-feira)
Episódios: 13
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2 | PV3 | PV4

Sinopse: 
A história acompanha uma garota conhecida como “a arma”, que perdeu seus braços na guerra, e agora está se passando por uma android autônoma, fazendo serviços a pessoas diferentes, nas situações mais adversas, enquanto vai se tornando gradualmente mais humana. As histórias variam de coisas leves a outras bem pesadas, envolvendo até guerras.

Comentários:

Marco

Nota: 4.5/5

Hype é um negócio perigoso, então fico feliz de Violet ter começado suprindo minhas expectativas. Como falei diversas vezes nos vídeos que comentei durante a obra, isso é um drama, que até pode ter ação, mas vai ser claramente “às vezes”, e não o foco. O que espero dele é algo como Kimi no Uso, um drama que me marque e emocione, e de bônus tenha umas cenas mais pesadas e sequências de ação legais em alguns episódios. A animação está deslumbrante, mas isso já era esperado depois dos trailers.

O primeiro episódio faz uma boa introdução, demonstrando a doentia devoção da protagonista a um homem que ama, embora ela não se dê conta disso. A parte do hospital, dela tentando escrever cartas para ele, na esperança de voltar logo para seu lado, já deixa isso claro. Segue a apresentação da maioria dos personagens, e apesar do ritmo não ser acelerado, a curiosidade do que vai acontecer a seguir te mantém interessado, “como ela vai se sair nisso?, o que essa louca vai fazer de inesperado?, etc”. Os flashbacks de guerra no meio davam uma boa quebra de ritmo também.

E no final, o que eu peço de estreias, que tenham “cenas marcantes”. Se for anime com foco em ação, me entrega uma cena épica, se for um drama, me entregue algo emocionante, e foi o que Violet fez. A cena da carta, onde a mulher, ao descrever o que o homem queria, acaba descrevendo igualmente o que Violet sentia pelo seu comandante, é muito bonita, mas o ponto alto é a cena emocionante que fecha o episódio. Se não soubesse nada da obra, provavelmente teria ganho o 5/5, já que teria me entregado o início marcante que exijo de um bom drama. Mas como criei um hype absurdo, para nota máxima acho que só algo épico ocorrendo mesmo.

Se vai ser algo sensacional ou não só o tempo dirá, mas para quem curte um bom drama, e aguarda por algo com chances de ser tão bom ou superar Kimi no Uso, dentro do gênero, e de bônus tenha um pouco de ação às vezes, recomendo muito dar uma olhada nesse. A protagonista é bem simples, mas como o diretor disse, vamos ver ela evoluindo episódio a episódio. E o final desse já dá bem essa ideia, com ela tomando sua primeira iniciativa do que quer fazer, sem ter que receber uma ordem para isso.

Marcelo

Nota: 4.5/5

Do ponto de vista de uma estreia, não existe nada que, de fato, possa reclamar. O episódio introduziu bem a situação da Violet, e mostrou tudo o que a história tem a oferecer, com um foco mais pesado no drama e tentativa de aprendizagem da garota.

Do ponto de vista de uma adaptação, acabou me incomodando um pouco a forma como expuseram a dependência da Violet em relação ao Coronel( ficou parecendo uma obsessão forte demais, o que não é bem o caso).

Os flashbacks entram bem, dando uma visão geral de como as coisas eram antes da Violet entrar para o serviço de correio, por outro lado, mesmo que seja importante introduzir essa parte da história, pode acabar diminuindo o impacto de alguns plot twist  futuros.

De maneira geral, a estreia foi bem satisfatória, cumprindo com o que eu esperava, e não exagerando muito na tentativa de “impressionar” com a brutalidade do passado da Violet.

Slice of life

Gakuen Babysitters

Fonte: Mangá
Gênero: Slice of life, Comédia, Shoujo, Escolar
Diretor: —
Estúdio: Brains Base (Durarara, Servamp)
Estreia: 07/01/2018 (Domingo)
Episódios: —
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A história acompanha a vida de um garoto que perdeu os pais em um acidente de avião, e agora tem que cuidar sozinho do irmão. Ele acaba indo viver com a diretora do colégio onde estuda, que perdeu o filho no mesmo acidente de avião que levaram os pais do garoto. Mas para viver com ela existe uma condição, ele vai ter que trabalhar de babá na creche da escola.

Comentários:

Marco

Nota: 3.5/5

Início ok apresentando os personagens. O que mais chama a atenção é a proposta (resumida na sinopse acima, que é bem diferente). Teve um clima de drama no final, mas conhecendo o mangá, não vai haver muito foco nisso. É, em geral, uma obra bem leve e relaxante de ler, e o anime, que está bem fiel, e com sequências bem animadas, deve seguir o mesmo caminho. O anime relaxante e bonitinho da temporada, é como eu classificaria. Os melhores personagens (mais engraçados) ainda vão dar as caras, desde pais excêntricos a alunos estranhos.

Slow Start*

Fonte: Mangá
Gênero: Slice of life, Comédia, Escolar
Diretor: Hashimoto, Hiroyuki (Goshiusa)
Estúdio: A1-Pictures (Sword Art Online, Shigatsu wa Kimi no Uso)
Estreia: 06/01/2018 (Sábado)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
Na história acompanhamos uma garota que entra em uma classe onde todos são um ano mais jovens que ela.

Comentários:

Marcelo

Nota: 3/5

Como a grande parte dos slice of lifes de comédia, vai depender muito do gosto de cada um. A ideia não é lá muito complexa, focando na relação de uma garota tímida, e sua tentativa de começar o ensino médio fazendo novas amigas.

A interação entre as quatro garotas foi divertida para mim, com alguns trocadilhos inteligentes e tudo mais (mas precisa pegar as ideias no idioma original).

Para quem é acostumado com o gênero, e tem tempo livre, o anime não deve ser um problema.

Mitsuboshi Colors*

Fonte: Mangá
Gênero: Slice of life, Comédia, Escolar
Diretor: Tomoyuki Kawamura (Taimadou Gakuen)
Estúdio: Silver Link (Baka to Test, Rakudai Kishi)
Estreia: 07/01/2018 (Domingo)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A história acompanha 3 garotas se divertindo em sua cidade (sim, é isso que diz a sinopse…).

Comentários:

Marco

Nota: 3/5

Não muito o que falar que a sinopse não tenha dito. São 3 garotas fazendo pseudo missões, criadas por elas mesmas, em uma pequena cidade, como forma de passar o tempo. A personalidade da garotinha sádica me arrancou umas risadas, mas no fim das contas não foi um anime que me divertiu muito. A direção está competente, mas só indicaria para quem é muito fã da proposta de garotas fofinhas fazendo coisas.

Marcelo

Nota: 3/5

A ideia é… Questionável… Talvez… Não tem muito o que comentar sobre, já que é um episódio inteiro sobre as garotinhas fazendo alguma coisa pela cidade, ou seja, brincando.

Alguns momentos foram engraçadinhos, e as três fazem um grupo divertido, porém, não tem nada ali que torne o anime algo a mais.

Märchen Mädchen*

Fonte: Light Novel
Gênero: Slice of life, Fantasia
Diretor: Ueda Shigeru (Mnemosyne)
Estúdio: Hoods Entertaiment (Drifters, Seikon no Qwaser)
Estreia: 11/01/2018 (Quinta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
A história acompanha uma garota que é selecionada por um livro mágico, para estudar em uma escola de magia em um mundo alternativo.

Comentários:

Marcelo

Nota: 2.5/5

“Mais do mesmo, só que com uma cara diferente”. Espera, eu já usei isso antes…

Para uma estreia foi bem fraquinho. Só não ficou abaixou da média, porque clichês existem justamente para isso, garantir que não seja completamente ruim.

Começar com fanservice de banho era algo que podia até funcionar há um tempo atrás, mas hoje em dia, só faz parecer apelação desnecessária. A protagonista não chega a ser genérica, mas também não consegue ser carismática ao ponto de se tornar um diferencial.

A forma como ela consegue os poderes segue a linha clássica, com o item mágico sendo encontrando sem qualquer grande explicação, e a levando para um mundo repleto de coisas novas para sua vida (precisa dizer que ela não tinha amigos e levava um estilo de vida monótono?)

O conceito do mundo também foi muito pouco explorado, ficando apenas no fato do livro escolher as garotas e, aparentemente, dar roupas para elas baseado em personagens folclóricos.

Eu não deveria, mas o humor do episódio acabou me fazendo rir um pouco, com a garota tendo como principal habilidade suas fugas rápidas.

De resto, fica difícil avaliar, o que coloca o anime naquele grupo de “coisas que eu não deveria estar assistindo, mas vou continuar, porque não me incomoda o suficiente para merecer o drop”.

Hakumei to Mikochi*

Fonte: Mangá
Gênero: Fantasia, Slice of life
Diretor: Masaomi Andou (Kuzu no Honkai)
Estúdio: Lerche (Kino no Tabi, Kuzu no Honkai)
Estreia: 12/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
A história acompanha o dia a dia de 2 garotas de poucos centímetros, em um mundo de fantasia.

Comentários:

Marcelo

Nota: 3.25/5

Mais uma das várias opções de Slice of lifes da temporada. O clima do anime é gostoso de acompanhar, e o universo é minimamente interessante, com a exploração de uma nova cultura de “pessoas pequenas”.

Porém, assim como a maioria dos animes do gênero, ele acaba sendo bem tranquilo e lento, focando em apreciar o que as duas garotas fazem do seu dia a dia.

Elas são engraçadinhas, trazendo um pouco simpatia enquanto interagem, e a exploração dos lugares do ponto de vista delas é bem divertido.

Em resumo, para quem gosta de coisas mais calmas, e tranquilas, o anime é uma boa opção, que pode agradar por diferenciar um pouco o ambiente em que se passa.

Uchuu yorimo Tooi Basho*

Fonte: Original
Gênero: Slice of life, Comédia, Escolar
Diretor: Ishizuka Atsuko (Sakurasou, No Game No Life)
Estúdio: Madhouse (Parasyte, Death Parade)
Estreia: 02/01/2018 (Terça-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1 | PV2

Sinopse: 
A história foca em um grupo de garotas em uma expedição no polo sul (Antártida).

Comentários:

Marco

Nota: 3.75/5

Estreia bem competente para a proposta. As duas personagens centrais são muito bem apresentadas em um curto período de tempo, de forma que as duas ficam parecendo carismáticas, e com uma boa química. O objetivo central é bem apresentado e explicado também, com uma direção acima da média levando a coisa toda. Para quem criou o mínimo interesse que seja, pela proposta, vale dar uma olhada no episódio 1.

Marcelo

Nota: 4/5

Uma estreia bem interessante. O clima do anime passa uma sensação bem bacana, além de ter uma proposta bem diferenciada de slice of life.

A história tem um leve toque introspectivo, com os sonhos e motivações das garotas em aproveitar a vida e seguir seus desejos, que podem render algumas coisas interessantes no futuro, vale a pena dar uma conferida.

Yuru Camp*

Fonte: Mangá
Gênero: Comédia, Slice of life
Diretor: Yoshiaki Kyougoku
Estúdio: C-Station (Starmiyu, Seikoku no Dragonair)
Estreia: 04/01/2018 (Quinta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 
História sobre várias garotas que adoram acampar em meio a belos cenários do Japão.

Comentários:

Marco

Nota: 3.5/5

Me pegou de surpresa. Não esperava nada, mas ficou bem divertido acompanhar a garota apresentando os básicos do camping de forma natural (enquanto ela faz as coisas), e a interação dela com a de cabelo rosa no final. A garota lesada e “meio morta” foi um sarro também, dando um clima de “o que essa louca tem na cabeça, e, o que vai acontecer a seguir?” bacana.

E reparem na sequência de montagem da barraca, é absurdamente realista, e a fluidez com que ela mexe o pano e vai montando pouco a pouco ficou muito bem feito. Não sei se vão conseguir manter todo episódio interessante como esse, mas analisando só a estreia, e dentro dessa proposta de anime de camping, ficou legal (a OP é bem criativa também).

Marcelo

Nota: 3/5

Parece um daqueles animes que você assiste só para apreciar o clima de tranquilidade que ele passa. A ideia de camping foi bem interessante para mim, já que não sou muito ligado nisso, então parece divertido entender mais sobre.

A aparição da garota de cabelos rosas dá um toque adicional em tudo, deixando um clima mais cômico e criando algumas interações divertidas entre as duas.

Para quem curti slice of lifes, parece ser uma boa opção por esse primeiro episódio.

Psicologico

Ito Junji: Colletion*

Fonte: Mangá
Gênero: Mistério, Terror, Psicológico
Diretor:
Estúdio: Deen (Konosuba, Kore wa Zombie)
Estreia: 05/01/2018 (Sexta-feira)
Episódios: 12
MAL: Clique aqui
Trailer: PV1

Sinopse: 

Compilado de várias histórias de terror do clássico autor Ito Junji.

Comentários:

Marco

Nota: 2/5

História bem chata e anti-climática essa apresentada no episódio 1. Mas como vão ter várias diferentes desse autor em cada episódio, pode ser que melhore. Se fosse avaliar pelo episódio 1, no entanto, não recomendaria. Direção bem fraquinha também.

*********************

****************

Log de edições:
09/01 – Analise de Grancrest Senki, Kokkaku, Junji Itto, Yuru Camp, Mitsubou Colors, Citrus, Yorimo Tou Bachou, Gakuen Babysiters, Karakai Juouzu, Pop Team Epic, Ryou no Oshigoto, Sakura Card Captors e Devilman (Marco).

09/01 – Analise de Grancrest Senki, Toji no Miko, Ryuuou no Oshigoto!, Citrus, Slow Start, Mitsuboshi Colors, Yuru Camp adicionadas (Marcelo)

10/01 – Analises de Sakura Cardcaptor: Clear Card-hen, Kokkoku – Moment by Moment, Fate/Grand Order: Moonlight/Lostroom, Karakai Jouzu no Takagi-san adicionadas(Marcelo)

11/01 – Analises de Violet Evergarden e Koi wa Ameagari adicionadas (Marco)

11/01 – Analises de Koi wa Ameagari no You ni, Violet Evergarden, Märchen Mädchen adicionadas (Marcelo)

12/01 – Analises de Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku, Hakata Tonkotsu Ramens, Hakumei to Mikochi adicionadas(Marcelo)

13/01 – Analises de Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku e Killing Bites adicionadas (Marco)

15/01 – Analises de Darling in the FranXXX, Overlord 2 e Beatless adicionadas (Marco)

15/01 – Analises de Beatless, Darling in the Frankxxx e Dagashi Kashi 2 adicionadas (Marcelo)

Datas de lançamento:
Data de Estreia
Data Títulos
31/12 Fate/Grand Order × Himuro no Tenchi: 7-nin no Saikyou Ijin-Hen
Fate/Grand Order: Moonlight/Lostroom
02/1 Sora Yori mo Tooi Basho
04/1 Ramen Daisuki Koizumi-san

Yuru Camp

05/1 Toji no Miko
Itou Junji: Collection
Grancrest SenkiDevilman Crybaby (Netflix)
06/1 Sanrio Danshi
Citrus
Slow Start
Pop Team Epic
Cardcaptor Sakura: Clear Card-hen
07/1 IDOLiSH7
Mitsuboshi Colors
Gakuen Babysitters
Zoku Touken Ranbu: Hanamaru.
Kokkoku
25-sai no Jyoshikousei
Gintama. Gin no Tamashii-hen
08/1 Karakai Jouzu no Takagi-san
Basilisk: Ouka Ninpouchou
Ryuuou no Oshigoto!
Yowamushi Pedal: Glory Line
09/1 Overlord 2
Hitori no Shita 2
10/1 Violet Evergarden
Dame × Prince Anime Caravan
11/1 Märchen Mädchen
Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku
Miira no Kaikata
Dagashi Kashi 2
Takunomi.
Koi wa Ameagari no You ni
12/1 Hakumei to Mikochi
Hakyuu Houshin Engi
Hakata Tonkotsu Ramens
Beatless
Killing Bites
Nanatsu no Taizai 2: Imashime no Fukkatsu
13/1 Gin no Guardian 2nd Season
Darling in the FranXX
16/1 Saiki Kusuo no Ψ-nan 2nd Season
26/1 Nanatsu no Bitoku
27/1 Fate/Extra: Last Encore
Filmes 28/03/2018 Shinmai Maou no Testament Departures
31/12/2017 Fate Grand Order
22/02/2018 No Game No Life Zero
22/01/2018 Mahouka o filme
Lançamento Semanal
Dia da Semana Títulos
Segunda Karakai Jouzu no Takagi-san
Basilisk: Ouka Ninpouchou
Ryuuou no Oshigoto!
Yowamushi Pedal: Glory Line
Terça Saiki Kusuo no Ψ-nan 2nd Season

Sora Yori mo Tooi Basho

Quarta Violet Evergarden
Dame × Prince Anime Caravan
Quinta Märchen Mädchen
Death March kara Hajimaru Isekai Kyousoukyoku
Miira no Kaikata
Dagashi Kashi 2
Takunomi.
Koi wa Ameagari no You niYuru Camp
Sexta Toji no Miko
Itou Junji: Collection
Grancrest Senki
Nanatsu no Taizai 2: Imashime no FukkatsuHakumei to Mikochi
Hakyuu Houshin Engi
Hakata Tonkotsu Ramens
Beatless
Killing Bites
Nanatsu no Bitoku
Sábado Sanrio Danshi
Citrus
Slow Start
Pop Team Epic
Cardcaptor Sakura: Clear Card-henGin no Guardian 2nd Season
Darling in the FranXXFate/Extra: Last Encore
Domingo IDOLiSH7
Mitsuboshi Colors
Gakuen Babysitters
Zoku Touken Ranbu: Hanamaru.
Kokkoku
25-sai no Jyoshikousei
Gintama. Gin no Tamashii-hen

Próxima Temporada:

Guia da Temporada de Abril (Primavera) 2018

Relacionado:
Guias de temporadas passadas
Guia: Animação Boa x Animação Ruim, como diferenciar
Guia – Estúdios de Animação Japonesa: funcionamento, padrões, história, sua relevância na qualidade da produção e exceções

Você pode gostar...