Kujira no Kora wa Sanjou ni Utau #09 – Esperanças, Despedidas e Desejos | Impressões Semanais

O que deveria ser um episódio focado em explicar algumas coisas sobre o passado das Baleias, acabou servindo apenas para adicionar mais conteúdo à velha questão de ter seus sentimentos sugados pelo Nous. Tal fato criou alguns novos pontos sobre o futuro dos habitantes de Falaina.

O desenvolvimento do arco, principalmente sobre como fugiriam do Navio, conseguiu ser interessante. Não caiu naqueles resgates milagrosos, ou em sorte repentina que colabore para os planos de fuga, apesar de, na prática, a transformação do Ouni não ser assim tão inovadora.

Finalmente aconteceu.

O início do episódio não tem muito o que ser comentando. Ele parte do ponto deixado na semana passada, sobre a possibilidade de haver algumas explicações sobre os pecados do povo da Baleia, e o motivo deles terem sido banidos. Quando finalmente entram nessa parte, nenhuma informação relevante aparece, e tudo fica por conta das ameaças e suposições que o capitão do Navio já tinha feito antes.

O Ouni apanha mais um pouco, e então acontece aquilo que já era óbvio há dois episódios. A luta dos amigos foi interessante, usando algumas combinações, e finalizando o cara com um movimento conjunto para dar aquele ar cool, mostrando como os dois personagens estavam em sincronia.

Após isso, o Nibi morre, e as coisas entram em um momento emocional sobre a amizade dos dois. É legal perceber o Ouni demonstrando um pouco de sentimentos, e até chorando, como o próprio Nibi aponta, mas não passa muito disso. A cena anterior se destaca mais do que o drama entre os dois.

Modo rage ativado.

Kujira, certamente, não foi o primeiro anime a fazer isso e também não será o último. Esses distúrbios de poder sempre tem um impacto mínimo, que deixa uma certa empolgação no ar sabe-se lá o porquê.

No caso do Ouni, esse descontrole ainda traz muitas informações para o anime, como o fato dele estar usando o poder dentro do Nous, onde não deveria ser possível, além de ter conseguindo ferir pessoas diretamente com o Thymia.

O surto do capitão, dizendo que eles quebraram algum tipo de tabu, por isso despertaram os Daimons, sugere algumas coisas. Porém, como ainda é meio nebuloso o que realmente aconteceu para eles terem sido punidos, não dá para tirar muita coisa.

Entretanto, o que mais funciona nessa cena, é que ele evita algo forçado demais para a situação que os personagens estavam. O mais preocupante era enfiarem algum salvamento impossível, ou então alguém conseguir superar as dificuldades ali de uma maneira exagerada.

O Ouni ganhar poderes ainda não escapa muito disso, mas devido as circunstâncias, e o fato dos sentimentos estarem ligados ao uso dos poderes, acaba sendo justificável aquele descontrole, já que foi a perda de um amigo importante.

O cara até chorou…

Por fim, as negociações do Chakuro, com o Nous do Navio que foi destruído, me deixaram uma sensação estranha. Ela serve para introduzir algumas coisas novas, como a possibilidade de evoluir a Baleia (que ainda estou pensando se pode, ou não ser interessante), e explicar mais um pouco sobre as formas que Nous interfere nas emoções das pessoas. O problema é que isso me deixou meio confuso.

Ela/Ele diz algo sobre dividir e maquiar as emoções para se tornarem mais agradáveis para quem recebe, mas isso soa um pouco fora do que tinha sido falado anteriormente.

Tudo bem que justificaria alguma das ações dos soldados, e das pessoas que apresentavam emoções, mesmo que não devessem, mas por outro lado, acaba descartando todas as explicações sobre o Nous roubar o coração das pessoas.

Apenas mudar as memórias e lembranças, para diminuir o sentimento de dor das pessoas, não parece motivo suficiente para torná-las genocidas. Então, toda aquela questão de pegar os sentimentos do povo da Baleia, e mudar isso, acaba criando mais pontos e interrogação, do que ajudando a esclarecer algo.

Eu esperava mais explicações…

Para quem já se acostumou com a súbita falta de ações do soldados, em atirar quando alguém do elenco principal aparece, o episódio pode ter sido bem interessante. A morte do amigo do Ouni aconteceu, mas o despertar dos seus poderes entrega uma cena com situações curiosas, e o item que o Chakuro recebe no final, pode trazer algumas mudanças interessantes para a história.

Nota do autor

 

E você, que nota daria ao episódio?

Nota dos Visitantes
[Total: 86 Média: 4]

Extra

Essa foi a parte que mais me tocou… Eles tinham todo um ritual para os mortos, então ter que deixá-los para trás não deve ter sido fácil.

Os caras estavam atirando até no povo dentro de casa… Mas quando o maluco vem na direção deles, ninguém faz nada…

No que isso vai dar…?

Onee-san sobreviveu, podemos respirar aliviados… Por enquanto.

Foi uma sequência bem legal…

Por mais que aqueles dois buracos na perna do Ouni tornassem isso quase impossível de acontecer…

Selo +18 de qualidade.

Marcelo Almeida

Fascinado nessa coisa peculiar conhecida como cultura japonesa, o que por consequência acabou me fazendo criar um vicio em escrever. Adoro anime, mangás e ler/jogar quase tudo.

Você pode gostar...