Tsuki ga Kirei #10 – Impressões semanais

Eis que finalmente chegou o festival em que o Kotarou iria fazer sua dança. E junto disso, tivemos a primeira crise entre o casal, apenas para deixar aquela leve sensação de desespero durante o episódio, para logo em seguida, fechar com outra explosão de fofura e muito amor.

Como de costume, as coisas em Tsuki ga se desenrolam de forma tranquila, enquanto que vai aos poucos criando terreno para uma momento chave da história que, inevitavelmente, vai te fazer pensar: “por que nunca fazem animes de romance assim?”

O 10º episódio serve de palco para um festival cultural, que particularmente, ficou muito bom. Normalmente esse tipo de cena é representada sem tanto apelo para os costumes locais (eu pelo menos nunca vi muitos casos),  então o cenário por si só já da um certo ar de novidade e charme para a história.

Claro que ainda rola os problemas com o CG, mas isso ainda não me incomoda ao ponto de ser algo negativo, até porque, têm coisas mais importantes acontecendo na história.

Menino Kotarou foi bem, tanto na performance, quando no figurino.

Assim como foi falado mais acima, tivemos pela primeira vez um real crise entre a Akane e o Kotarou. Brigas por ciúmes são algo bem comum em relacionamentos, para não dizer impossíveis de evitar, e usar isso é simples, mas muito eficiente. Poderia ter criando um certo drama sobre a separação deles, e até mesmo apostado em algo na linha “você não se importa comigo?”, mas conseguiram fugir disso muito bem, e o melhor, souberam usar esse drama para aprofundar ainda mais a relação entre os dois.

Porém, tenho que admitir que o comportamento do Kotarou não me agradou muito. Ele vinha sendo um protagonista tão maduro e proativo, que ver ele fazendo “birra”, acabou me deixando um pouco confuso… Ok, ele ainda é uma criança, e como eu disse, ciúmes não é algo que você evita ou controla tão facilmente, mas ele já presenciado uma situação parecida (o esquema do parque foi bem parecido com isso, porém, como menos intensidade), então acabou sendo meio inesperado ele não tomar a frente e as rédeas da situação, como foi da outra vezes.

Mas no final, isso não teve peso algum no conteúdo geral.

Por outro lado, tivemos finalmente um ponto final para o drama do Hira. Ele fez sua confissão (por mais que tenha sido apenas para criar atrito), e deve sua respostas, o que já dá um certo ar de conclusão para tudo. Eu ainda gostaria que ele tivesse um pouco mais de impacto, mas na altura em que o anime está, forçar ele a ser mais agressivo só deixaria as coisas estranha.

Para finalizar, além da bela friendzone que o Hira levou, temos outro beijo! Se um já é raro em animes de romance (desconsiderar aqueles que “trapaceiam”, tipo Yamada-kun) , imagina dois? Fora que, o momento dramático em cima disso foi sensacional. O Kotarou, depois de perceber o seu erro, mostra novamente que tem atitude, e dá um mais um sopro de vida para quem espera pelo final feliz.

Será que vai?

Veremos como as coisas se desenrolam  nos próximos episódios, e se ficam mais fáceis para os dois.

Nota do autor

 

E você, que nota daria aos episódios?

Nota dos Visitantes
[Total: 193 Média: 4.8]

Extra

Ficou muito melhor do que eu imaginava.

Um minuto de silêncio pelo soldado ferido… Mentira, eu ri disso.

 

Marcelo Almeida

Fascinado nessa coisa peculiar conhecida como cultura japonesa, o que por consequência acabou me fazendo criar um vicio em escrever. Adoro anime, mangás e ler/jogar quase tudo.

Você pode gostar...