SukaSuka #11 – Impressões Semanais

Estou um pouco chocada com fato desse episódio ter sido um dos melhores, depois do primeiro, na minha opinião. Essa oscilação de qualidade de enredo não é nada agradável em uma obra, mas admito que SukaSuka ainda tem um pouco de valor.

Creio que a simplicidade de como algumas coisas foram mostradas trouxe um pouco daquele drama que se perdeu na temporada. E foi da mesma forma meio parada que isso retomou com certo primor.

A reação da Chtholly perante o pedido de casamento foi bastante parada, porém transmitiu um tom sereno e delicado sobre a notícia. Isso influenciou em diversos monólogos por parte dela que enchem o episódio de personalidade. Provavelmente era a falta desses pensamentos interiores que fez o enredo se perder, já que sempre suponhamos o que se passava na cabeça das personagens.

Os olhos desse anime são tão bem representados

O ponto alto do episódio foram as diversas explicações, desde o início da guerra contra os deuses até seu desfecho. A história dos Poteaus, os três principais deuses, se baseia em algo muito parecido com um diluvio (sem chuva) e uma boa explicação para iniciar uma guerra contra quem de fato estava destruindo a terra; a humanidade.

Algo peculiar nessa história, foi a certa facilidade desses humanos em combater os deuses. A habilidade da Seniorious acaba sendo uma boa deixa. E é justamente a partir daí que muitas coisas se conectam.

Melhor que narrar toda a explicação da alma da Chtholly e como a Elq morreu, é interpretar a pontas soltas que finalmente são juntadas. Primeiramente a alta interação entre a Elq e Chtholly pode ser bem justificada pelo fato da Elq ser um deus/deusa. Ela é alguém que sabe de toda uma verdade, e antes disso era um mestre entre os deuses que cuidavam da terra.

A parte curiosa é justamente ela ter morrido ainda criança e ter “reencarnado” no corpo da Chtholly como leprechauns. O porquê exatamente é algo que deve ser desenvolvido pelo Souwong, já que ele as criou, e sim deve ter um objetivo estrondoso nisso.

Algo que ainda me cativa nessas revelações é a interação da Elq com a Chtholly. A conversa que elas se desenvolvem, além de uma bela cenografia, possui simplicidade. A Elq sequer consegue transmitir algum sentimento aparente, mas expressa o apreço pela Chtholly ainda possuir um restante de consciência.

E é nessa simplicidade que se encaixa também o fato dela estar apenas sonhando. A coincidência começa em saber que o amado de Lillia era o Willem, que o sonho da Elq era ser como ela e lutar por quem ama. Ainda que introspectivamente esse desejo da Elq se materializa fortemente na Chtholly, que mesmo sem saber disso também desenvolve afeto pelo Willem.

Bonitinho, vai

Está aí um bom questionamento, se foi 100% da Chtholly apaixonada ou uma parcela da Elq também estava lá influenciando. Creio que pela força da Chtholly e da própria personalidade dela complexa, é uma afirmação rasa, porém cá estamos.

Brilhantemente três garotas completamente diferentes se conectam e claro, 500 anos depois o Willem ainda está lá. Ele possui um ponto chave no episódio, em finalmente transmitir um questionamento consigo mesmo de forma conflituosa. Uma boa parte de sua dor é bem transmitida, tanto pelas suas expressões quando pelo seu monólogo.

Alguém pegou ar

O que achei meio fraco foi a transformação quase inteira do cabelo vermelho da Chtholly. Foi num piscar de olhos e quando vimos já estávamos sendo jogados para o desfecho do anime. Outra coisa foi o estado da Neprhen.

Sim, foi triste e bastante doloroso, mas foi tão repentino e bagunçado que supor se ela perdeu sua consciência, ou morreu chega a ficar sem graça. Por outro lado, foi bem bonito ver a preocupação direta dela pela Chtholly e até a Nopht entrando num clima de despedida tornou as coisas mais dramáticas.

Finalmente o lado sangrento apareceu

Por conta disso, já é bastante previsível o que pode acontecer no final. Intensidade no drama é algo que eu espero ver, mas ainda com um certo medo de adaptarem tudo errado sem o sentimentalismo adequado. Contudo uma coisa é certa; semana que vem tudo irá terminar com um alivio de “ufa, finalmente acabou”. Porque saltar de bons episódios do 1 para o 11, tem que ter dom de má direção.

Nota do autor

 

E você, que nota daria ao episódio?

Nota dos Visitantes
[Total: 93 Média: 4.3]

Extras

Só eu achei muito legal os efeitos sonoros dessa cena?

Esse olhos ♥

Essa cenografia ♥

Esses efeitos que conseguem ser bem legais ♥

Essas expressões ♥

E ESSE BEIJO! ♥ 10 pontos pro beijo!!!

Victoria Caroline

Engenharia, literatura brasileira, fotografia, vídeos de receitas, música boa e cultura japonesa. Não necessariamente nessa ordem. Às vezes acorda meio de humanas (quando consegue acordar).

Você pode gostar...