Gekkan Shoujo Nozaki-kun (Review) – Uma paródia divertidíssima aos clichês do romance escolar

Satirizando clichês clássicos de mangás Shoujo, junto a relações estranhas de personagens muito excêntricos, Nozaki-kun consegue divertir mesmo sem trazer nada de novo a equação. Mostrando que não é necessário inovar para fazer uma boa comédia, basta apenas fazer o básico muito bem feito.

Sinopse

Sakura toma coragem e se confessa para Nozaki, um garoto por quem é apaixonada a muito tempo. Por causa de um mal entendido ele interpreta sua confissão como uma declaração de uma fã. Nozaki lhe dá um autografo e convida Sakura para ir a sua casa. Lá ela descobre que ele é mangaka de uma revista shoujo, se torna sua assistente e apartir dai começa a conhecer seu dia a dia e as pessoas – estranhas – que trabalham com ele ou servem de inspiração para os personagens do seu mangá.
Review
Nozaki-kun, diferente do que possa parecer pelo título, não tem nada a ver com um shoujo. Ao invés disso está mais para uma comédia romântica com bastante apelo na parte da comédia e só uma pitadinha de romance. A parte que trata dos mangás “shoujo” na história é usada apenas como paródia, já que quem cria o mangá shoujo é um cara completamente avoado, que não entende absolutamente nada de romance e cria suas histórias baseado em clichês de outros mangás shoujos, jogos de datesim e interações bizarras que observa nos seus colegas de classe (a parte dele transformando uma conversa entre 3 homens em um bate-papo clichê de 3 garotas em tempo real é impagável).
A protagonista, Sakura, tem toda sua idealização de romance baseada em shoujos, e o anime brinca muito com isso, mostrando que a ficção dos mangás e a realidade nem sempre se misturam muito bem.  
Idealização
Realidade
Realidade
Inicialmente cada episódio apresenta novos personagens até que vários potenciais casais são formados (tirando um dos personagens). Apartir dai o foco de cada episódio começa a variar entre cada um deles, com Sakura e Nozaki-kun sendo os catalizadores que unem todos os personagens. Infelizmente, as piadas focadas nos dois costumam ser as mais fracas, porque quase sempre envolvem uma interpretação errônea e super romântica pela parte da Sakura que vai acabar sendo quebrada pelo Nozaki de uma forma ou de outra. É muito engraçado a princípio, mas com o tempo a repetição começa a ficar manjada e você já sabe qual vai ser o final da piada antes dela terminar.
Nisso ter diversos outros personagens – alguns funcionando como pseudo-casais e outros não – foi uma boa jogada. O homem denso, a garota fofa e iludida, a garota narcisista, o homem tsundere, a mulher galanteadora que lembra um homem bonito, tem personagens de todos os tipos. Você não necessariamente vai gostar de todos, mas ao menos um deles deve te conquistar, e apartir dai você vai aguardar ansioso pelo episódio em que seus personagens preferidos vão estar em foque (no meu caso era o Wakamatsu e a Seo, mas eu gostava de todos). A maioria dos casais parece sentir alguma coisa um pelo outro, mas devido a falta de entendimento sobre seus próprios sentimentos ou os do seu par situações cômicas ou tragicômicas acabam sempre acontecendo.

A fórmula de fazer paródia em cima de situações comumente vistas em shoujos ou mangás com enfoque em romance se repete por todo o anime. Pode parecer que vai cansar em determinado momento, mas a autora consegue manter um número incrivelmente variado de situações (algumas muito doidas) e tudo acaba se sustentando muito bem até o último episódio, com direito até mesmo a uma reflexão da protagonista feminina sobre a progressão dela com Nozaki até ali. E apesar de não ter uma linha de continuidade clara existe sim uma ligação pequena e ao menos uma progressão na intimidade dos personagens um com o outro ao longo do anime. 
Aspectos técnicos
A direção de Nozaki-kun é ótima, sabendo dar vida as piadas com criatividade e um ótimo timing. A animação é acima da média em geral com bastante destaque a movimentações elásticas e mudanças de expressão exageradas. Até o soundtrack se destaca um pouco.
Conclusão
Nozaki-kun é um anime altamente recomendado para qualquer um que curta comédia romântica ou apenas comédia. Tem uma boa variedade de piadas então mesmo que nem todas funcionem com você algumas devem acabar te fisgando. Tem vários casais também, e cada um é bem diferente do outro, então pelo menos um deles deve acabar chamando sua atenção. Sakura é um sarro com as caras e bocas que faz ao longo da obra, e mesmo a falta de progressão das relações acaba não incomodando muito em apenas 12 episódios.
Direção/Roteiro: 9/10
Animação: 9/10
Entretenimento: 9/10
Nota final: 9/10
Ainda não se convenceu que o anime é legal? Então veja pelas incontáveis expressões que a Sakura faz nos episódios. Não vai se arrepender:

Você pode gostar...