Akame ga Kill! – Um visão dark e trágica do shounen de batalha

O “Kill” no nome não está ali para enfeitar! Preparem-se para conhecer um dos shounens mais sanguinários e desprovidos de plot armor já criados. 

Sinopse


Tatsumi sai de sua vila com o objetivo de se alistar no exército da capital do país em que vive e fazer riqueza com suas habilidades em combate que treinou desde pequeno. Mas quando chega na cidade, descobre que nada era como ele pensava, com caos, violência e corrupção por toda parte. Após ter varias de suas ideologias e ilusões quebrados uma após o outra Tatsume ainda é capturado por uma guild de assassinos membros do exercito revolucionário chamada Night Raid

História

Akame ga Kill ! foca em um grupo de mercenários chamado Night Raid que faz missões para o exército revolucionário e pratica assassinatos encomendados por qualquer um que possa pagar, desde que o alvo seja alguém corrupto dentro do império. Tatsumi, o protagonista, acaba se juntando a eles quando é convencido de que através dos vários atos hediondos que eles cometem é possível  mudar o país a longo prazo.

Todos os personagens principais desse manga usam armas chamadas Tengus, que foram desenvolvidas por cientistas do império a mais de 500 anos – com o tempo e morte dos primeiros usuários das armas, elas foram se espalhando por todo país. No total existem 48 armas Tengu, que vão desde armas cortantes, de projeteis, armaduras, até armas biológicas (que causam mutação no corpo ou dão poderes). As armas foram feitas usando como base criaturas míticas raras (dragões, ect) e possuem uma espécie de alma, de modo que não podem ser usadas por qualquer um, sendo necessário ter compatibilidade física ou mental com a arma. Tatsumi é o único sem uma Tengu no grupo (ao menos no início).

O autor criou um jeito bem legal de dar um padrão de nomes aos capítulos, todos começam com “Kill”: Kill the Darkness, Kill the Bandits, Kill your Sadness, Kill the Fate e por ai vai. 
Personagens
O personagem principal tem o espírito inocente e energético tipico de um protagonista shounen, mas isso vai sendo quebrado pouco a pouco e ele vai amadurecendo. O espírito continua o mesmo, mas suas ideologias e crenças vão mudando. 

Apesar de ser meio inocente ele se vira muito bem em lutas e é bem sangue frio quando necessário – principal motivo do interesse da Night Raid nele, já que pessoas normais dificilmente conseguem matar alguém sem hesitação.

Tatsumi (o protagonista) refletindo depois de um de seus primeiros assassinatos.

É legal ver o protagonista evoluindo ao longo da obra, tanto psicologicamente quanto fisicamente. Mas a evolução é gradual, e o autor sempre faz questão de mostrar que ele ainda tem um longo caminho pela frente até chegar no nível dos membros mais antigos da Night Raid. Alguns meses de treino com pessoas experientes fazem diferença, mas ninguém fica dez vezes mais forte do dia pra noite com treinamentos malucos – como é normal de ver em mangás shounen. 


Existe a tentativa de dar profundidade mínima a alguns diálogos da obra, mas em geral tudo é tratados de forma superficial e com pouquíssima sutileza. Inicialmente, Tatsumi tenta justificar os assassinatos que está cometendo dizendo que está fazendo justiça, mas embora isso não seja uma completa mentira, não é uma justificativa para matar pessoas, ele é um assassino, não um justiceiro. Ao menos o grupo faz questão de deixar isso bem claro pra ele. 
(Membros da Night Raid)
(Esdese e seu grupo, Jaegers – “Caçadores” em alemão)

O manga tem uma gama enorme de personagens e tenta explorar um pouco de quase todos eles, sendo que até mesmo o personagem mais apagado ganhou sua chance de mostrar a que veio no capítulo “Kill the Fate”. No início, são usados vilões mais simples que servem pra situar o leitor naquele mundo e apresentar todos os personagens da Night Raid (um por capítulo). Após as apresentações e explicações começam a aparecer vilões “um pouco” mais complexos – tanto fisicamente quanto psicologicamente – e no capitulo 10 já nos é apresentado o “Boss final”, a general do exercito do rei, Esdese, e seus subordinados. 

Vale notar que alguns dos “vilões” são extremamente carismáticos, e dificilmente poderiam ser classificados como “maus”, estando apenas do lado contrario ao protagonista. Tem uma página do manga que ressalta bem isso mostrando os 2 times com os dizeres “Aqueles que lutam para mudar o império” (Night Raid) e “Aqueles que lutam para protege-lo” (Jaegers, time da Esdese). Isso da bem a ideia que o autor quer passar, de que ninguém é totalmente mal ou totalmente bom. O autor até mesmo fez questão de colocar um personagem com uma personalidade semelhante a do Tatsumi (o protagonista ) no lado do império, pra nos dar a ideia de como seria se o protagonista estivesse do outro lado. Mas o exemplo mais transparente da ambiguidade dos personagens é a vilã principal, Esdese, que junto a Tatsumi protagoniza momentos bem interessantes do mangá.
Esdese (a vilã principal) merece atenção a parte, ela é extremamente sádica e fria – muito devido ao modo como foi criada – mas ao mesmo tempo tem um lado romântico. E apesar das barbaridades que ela faz ao longo do manga ela ganhou muitos fãs com o tempo, tanto por ser muito bad ass, como por sua personalidade diferenciada. Quero falar mais sobre ela mas não tem como sem dar alguns spoilers, então quem não se importar com alguns spoilers medianos é só clicar no botão abaixo.

Esdese já aparece no mangá afirmando que está em busca de uma alma gêmea para lhe fazer companhia, e cria até uma lista de qualidades que o individuo em questão deve possuir (clique aqui para ver). Assim que colocamos o olho na lista já sabemos por quem ela vai se apaixonar, e no capitulo seguinte é “paixão a primeira vista” quando ela vê Tatsumi competindo em um torneio patrocinado por ela.

É assim que se captura um homem garotas XD (página seguinte)

A interação desses dois é muito interessante, tanto por mostrar um lado mais humano e sensível de Esdese quando junta a Tatsumi, como por  trabalhar um pouco com o protagonista – que se ilude achando que é possível mudar o comportamento de Esdese – já que ela não é uma pessoa tão ruim quanto ele pensou inicialmente (com ele e com os subordinados dela pelo menos, com os inimigos……credo). Ela gosta do Tatsumi, mas não se dobra as vontades e ideologias dele por causa disso.


Comentários

Inicialmente, o que mais me chamou atenção nesse manga é que tem ação quase todo capítulo – mesmo que seja apenas no final dele – dificilmente tem um capítulo parado. Então vale dizer que o nível de entretenimento é bem alto. No início do manga as lutas são bem curtas com inimigos mais fracos, mas passado os capítulos iniciais começam a aparecer inimigos mais fortes – normalmente com armas Tengu – e ai as lutas podem se prolongar por 2 ou 3 capítulos (o autor não comete o mesmo erro de Claymore de prolongar batalhas por dezenas de capítulos).
Akame, a garota que dá nome ao manga e a assassina mais badass da Night Raid
A arte do manga é boa, além das cenas de luta extremamente bem feitas os personagens tem traços muito bonitos. Também é notório como o desenhista evoluiu desde o primeiro capítulo. Ele já era bom mas seu traço ficou ainda melhor com o tempo.

Desabafo da Akame com Tatsumi quando ele diz que admirava a calma dela após a morte de um dos membros da Night Raid – sugerindo que ela já devia estar acostumada com a situação.

Esse manga ficou famoso pelo sadismo do autor, que mata personagens do círculo principal sem piedade, tanto do lado dos antagonistas como do protagonista. Não espere mudanças de lado e muito bate papo nas lutas, quando uma luta começa é só ação até alguém sair morto – o que sempre acontece, sempre!. Essa é uma das coisas mais legais desse manga, porque toda vez que começa uma luta você fica tenso sabendo que seu personagem favorito pode morrer ali (alguns brincam dizendo que o mangá deveria se chamar “Deathflags” ou “Who is the next to die ?”). Sendo que as mortes servem tanto para dar seriedade a trama e as lutas, quanto para amadurecer o protagonista. É interessante uma parte em que morre um dos membros da Night Raid e ele jura que nunca mais irá deixar ninguém morrer, adivinha o que acontece 2 capítulos depois?….

Mas nem tudo é drama. O mangá tem um pouco de comédia também pra aliviar o público dos momentos de desgraça. Isso é até um problema no início. Embora a comédia funcione nos momentos cotidianos o autor tenta enfiar tiradas cômicas curtas no meio de algumas lutas. Definitivamente não funciona e fiquei feliz quando notei que ele parou com isso depois de um tempo (uns 15 capítulos). 

Conclusão

Akame ga Kill é um mangá excelente pra quem curte ação e gosta de obras que se levam a sério. A proposta é diferenciada, tem personagens cativantes, a vilã principal (Esdese) é um show a parte, tem um pouco de humor e até mesmo romance. Quem é inimigo jurado de protagonismo e plot armor vai se deleitar com a obra. Não tem milagre para salvar a pátria no meio da luta aqui, nem ninguém voltando mais forte depois de levar uma surra. Se existe um “elemento surpresa” na luta são dado dicas sobre ele antes dele aparecer – de modo a manter o mistério e ao mesmo tempo não deixar a surpresa conveniente demais a trama.

Não tenho mais o que dizer sem acabar dando muitos spoilers, então só digo isso, os outros mangas que recomendei eu disse que eram divertidos ou legais, esse não, ESSE É FODA! e recomendo de olhos fechados a qualquer pessoa que goste de mangás de ação/aventura. O mangá é vendido no Brasil pela editora Panini.

Avaliação: ★     (-)

PS: Essa análise foi feita com base nos primeiro 39 capítulos do mangá. A do anime está nesse link.

AKAME GA KILL ZERO – SPIN-OFF DO ORIGINAL 

Conta a historia da Akame antes de se juntar a Night Raid – O autor é o mesmo mas o desenhista é outro. Quase pensei que queriam deixar essa obra mais leve que o original, já que começa com um clima super light e feliz, mas ai chega na metade e….

Imagens
Protagonista fazendo cara de Bad ass.

Não é do mangá, mas você encontra um desses em todo forum de discussão sobre a obra
(Créditos ao Neox-scanlator e Mangashost scans pela tradução de algumas páginas do mangá usadas no post)

Você pode gostar...

  • ulquiorra_cero

    Sinceramente é meu shounen preferido,sem falar mal,mas gosto muito mais dele do que Shingeki no Kyojin.
    Um dos fatores que eu gostei dela é que vc não sabe oq pode acontecer,como foi no caso da minha 3º personagem que eu mais gostava,morreu no cap 33, pobre Chelsea,espero que Akame 1ª e Esdese 2º não morra,mais eu sinto que alguma vai morrer ,mas é um ótimo mangá e um dois meus preferidos
    Vlw por essa ánalise desse incrível mangá.

    • Marco

      Sim, também gosto mais de Akame ga Kill do que de Shingeki no Kyojin. O ponto legal de Shingeki é a historia que tem muitos mistérios e tal mas no quesito lutas, personagens e arte eu prefiro muito mais Akame ga Kill.

      Honestamente, do jeito que o autor é todos podem morrer nesse mangá. Akame, Tatsumi e Esdese devem durar até o final, mas nada garante que acabem a história vivos, apesar de que eu gostaria de ver Akame x Tatsumi ou Tatsumi X Esdese terminando vivos.

      • ulquiorra_cero

        concordo com vc em tudo a arte as lutas e os personagen são muito bem feitos e tb espero que no final vivão Akame x Tatsumi ou Tatsumi X Esdeseou ou os 3

  • Lucasbr

    Obrigado pela recomendação Marco,eu comecei ontem por curiosidade e não consegui parar de ler!Realmente um shonen muito bom mesmo,e apesar que ele já estivesse na lista de mangas para ler,eu não pretendia fazê-lo no futuro próximo por preguiça de ler e tal..Porém,seu texto me deixou curioso no melhor estilo “Tindanda Kiminarimass” e eu resolvi conferir.

    E sobre os deathflags,eles realmente são bem óbvios,ao ponto de que antes do personagem de fato morrer,vc já tá lamentando a morte dele.Apenas triste que agora demorará mais tempo pra sair devido ao zero,mas tá bom!Enfim,foi bom ler um bom mangá para variar,porque ultimamante tenho mraatonado muitos animes que nem valem tanto assim.Falando em animes,acho que é uma questão de tempo pra ganhar uma adaptação eu acho

    • Marco

      Que bom que gostou, e finalmente alguém leu o que eu recomendei e voltou pra contar a historia XD. Sempre fico meio cabreiro que o povo não volta pra dizer o que achou (quer tenha gostado ou não) do que recomendei. Quem normalmente comenta são os que já leram, querem comentar sobre o post em si ou tem alguma duvida sobre a obra.

      As mortes não são tão na cara pra quem pegou o manga pra ler sem saber nada sobre ele, só que não tinha como falar desse mangá sem eu comentar esse ponto das mortes (por mais que isso já deixe quem vai ler em alerta e procurando deathflags). No meu caso que peguei o mangá sem saber nada quando o primeiro deles morre eu fiquei “eita ! o.O, por essa eu não esperava…..”, ai não dá 5 capítulos e morre outro “caralho ! o autor não tem pena de matar os personagem não….”. Depois disso o autor começa a trollar, parece que o personagem X vai morrer e ele mata o personagem Y, fora que nos últimos capítulos (40 e alguma coisa) ele levantou 500 flags de morte na cabeça de uma personagem mas parece que não vai ser agora.

      Sim, estou no aguardo de um anuncio de anime no ano que vem. O mangá vende bem até, e tem tudo pra ser um sucesso como anime.

      • Lucasbr

        Po cara,me senti obrigado a vir aqui depois dessa maratona maravilhosa,apenas.Concordo com você que muitos devem ler e não dão um mínimo feedback,eu ficaria em um grande conflito interno sobre a relevância do post e se alguém leu ninguém leu,etc.

        Sobre os deathflags,eu meio-concordo com o que vc disse,já que,eu esperava mortes relevantes justamente por ter lido o post, e de fato fez com que eu sempre estivesse proucurando os “sinais”.Mas por exemplo,olhando da perspectiva de quem não leu seu texto,a pessoa logicamente irá se chocar com as primeiras mortes,isso será um “Ohhhh”,sem dúvidas,mas depois o autor deixa quase claro que algo ruim está por vim por meio de principalmente os deathflags flashbacks,que antes de alguém morrer(em uma,foi um ou dois caps antes),nos é mostrado seu background,maximizando assim o impacto após o ocorrido.

        O autor depois sacou a previsibilidade e resolveu nos enganar(no caso de personagem x eu espero que continue assim),numa brincadeira de levantar e abaixar as “bandeiras”.Eu achei isso bom,para não deixar o mangá estagnado naquela regra inicial de que quando há uma batalha de Tengu,um necessariamete tem que morrer(embora isso continue sendo bem certo em muitos casos né)

        A única coisa ruim disso tudo é que eu “devorei” o mangá e o próximo cap,provavelmente só sairá em meados de dezembro(na verdade eu não sei se sairá o zero ou os dois),e estou pensando que deveria ter economizado a leitura um pouco mais,mas..é a vida né,esperar.Tristeza,agora que tá ficando bom!(Ela vai descobrir???O que ela fará??)Alias,eu também li o zero, e gostei muito,geralmente eu fico com os dois pés atrás quando ouço a palavra “spinoff”,porque na maioria das vezes é usado como um fanservice da obra original para vender tanto quanto a outra usando apenas seu nome.Mas desse vez,eu felizmente estava errado e o mangá é muito bom(salve o traço,não tão bom quanto o original)

        Outra coisa que eu acho incrível nesse manga é o seu pacing,apesar de ser um shounen,ele não tem altos e baixos como os mangás da jump,que as vezes um arco demora uma eternidade pra acabar(e sobre Clayore,eu não aguentei),não,esse mangá e porrada toda hora,e o momento de descançar é o mesmo de um boxeador,só pra dar uma respirada,beber uma agua e voltar para a ação!

        Pra finalizar eu queria saber se vc leu Sengoku Yoko,ou Orange,outros dois mangás que eu to querendo ler,mas ainda não decidi(no momento eles estão disputando com o anime de Mushishi que eu finalmente irei ver)

        Ps:ESDESE é foda eu amo ela!,melhor personagem(não só feminina) em tempos.Sério autor,se vc insunuar levantar um deathflag para ela,vc terá sérios problemas comigo.

        • Marco

          O Zero e o Original saem ao mesmo tempo. Com o Zero o que muda é que são dois Akame ga Kill por mês ao invés de um. O Zero e o Original tem desenhistas diferentes então fica de boa, só quem tem que trabalhar um pouco mais é o autor que tem que escrever o script para 2 mangás por mês agora.

          Também gosto muito do modelo de luta de Akame ga Kill, mesmo tendo vários personagens lutando ao mesmo tempo as lutas são muito ágeis. Diferente de outros mangás eu nunca acabo um capítulo pensando “para de enrolar essa luta !” (pensava e ainda penso isso direto lendo Claymore).

          Sim, Esdese é foda, ela é uma sádica muito fdp mas não consigo deixar de gostar dela. Se ela terminasse junto com o Tatsumi (não vejo como mas não custa sonhar XD) eu ia vibrar muito.

          Sobre as obras que você perguntou ainda não li nenhuma das duas.

  • Sora

    Pela sua opinião e pela recomendação em geral,com certeza vale a pena ler esse mangá, gostei da historia,sinopse, e das imagens,essa Esdese faz meu tipo de personagem, já curti ela sem mesmo ler algum capitulo do mangá.

    O problema mesmo é a falta de tempo,ainda mais com os animes dessa temporada, que tou acompanhado,quando acabar alguns animes,de 12-13 episódios começo a ler ele, acho que é uma questão de tempo, para essa obra ganhar um anime…

  • lucio leite

    e ai marco beleza ! é a segunda recomendação sua q vou ler. a 1 foi madan q já terminei de ler o vol 7. só to meio cabreiro com esse manga , porque eu sempre me apego a algumas personagem , ai vai ele e morre 1 ou 2 capítulos depois. só uma pergunta aquela de cabelo preto( q usa espada) não morre não, né? valeu

    • Marco

      Bom, você vai sofrer um pouco, mas muito provavelmente vai acabar achando foda mesmo assim. Essa é uma das graças desse mangá, quando uma luta começa você sempre fica apreensivo porque sabe que pode ser a última vez que vê os personagens ali presentes, e o autor fez todos eles muito legais, de modo que fica difícil não ficar triste ou chocado quando um deles morre (ainda mais que algumas mortes são bem brutais).

      Sobre a outra pergunta….a de cabelo preto (Akame) dá nome ao mangá, então ela está segura até chegarmos a saga final. Na verdade ela, o protagonista e a vilã principal muito provavelmente vão durar até os últimos capítulos (luta final), mas nada garante que terminem o mangá vivos.

      • Mikke

        Curto demais esse mangá! Mas não gosto dos protagonistas morrerem e não vou dizer que curto essa idéia só para diser que curto ver personagens legais morrerem e tambem acho a Esdese bem legal, mas que tenha o final digno de uma vadia como ela hauahuahauahau Também não sou do tipo que curte a vilã só porque ela uma vilã fdp fria e tudo gosta dela por isso! Enfim, se Akame for a única a sobreviver nessa peiga toda já tá valendo.

  • lucio leite

    e ai marco . não consegui me conter e olha eu ak de novo pra falar q aquele outro manga q vc citou ali em cima (iris zero) acabei de ler os 29 capítulos em português em menos de 2 horas , olha q não costumo fazer isso. a historia é bem envolvente , quando vc vê já ta no ultimo capitulo. valeu pela indicação. ate mais.

    • Marco

      De nada, que bom que gostou.

  • Natacha Monreal

    Cara, leio tanto SnK quanto Akame e prefiro Akame ainda assim. Não tirando os méritos de SnK, claro, que é um ótimo mangá. Mas eu sempre tive um fraco por personagens considerados “anti heróis”, que não sentem medo feat receio em matar, e foi exatamente nesse ponto que Akame me conquistou. Ser totalmente bonzinho é pros fracos -q. E não ter um lado totalmente certo, te fazer ficar em dúvida pra quem torcer…é incrível como o autor consegue balancear isso. Em um capítulo você torce pra Night Raid e no outro pros Jaegers como se fosse a coisa mais natural do mundo. Fora a Esdese, que na minha opinião, é a melhor personagem do mangá. Realmente Akame merece ser lido por todos, e mal vejo a hora de ganhar uma adaptação para anime. Seria incrível.

    • Marco

      Concordo com tudo que você disse sem tirar nem por. De SnK eu gosto da história por ser cheia de mistérios e surpresas mas não curto muito os personagens principais, principalmente aquele protagonista……de modo geral prefiro muito mais Akame também.

      Estou na torcida por um anúncio de anime no ano que vem, mas tem que ser por um bom estúdio e diretor se não pode acabar em desastre para os fãs.

  • MisoRiki

    Sou representante da scanlator Scan Manga Host! Só tenho uma coisa a dizer sobre este review. Simplesmente sensacional! Esse review me deixou boquiaberto, com a riqueza de detalhes. Continue seu ótimo trabalho você acabar de ganhar um fã!

    • Marco

      Muito obrigado. Honestamente não queria fazer algo tão grande já que acabo dando alguns spoilers pequenos e o texto pode ficar massante de ler, mas gosto muito desse mangá e não achei um meio de destacar as principais qualidades dele em um texto mais sucinto.

  • Castelo

    Marco, meu xará, tira uma dúvida pra mim; vi em um post feito em 22/12/13 que a Gangan Joker (revista onde sai Akame ga Kill) tem uma grande novidade pra anunciar sobre a série na sua próxima edição. Tu sabe quando que sai essa próxima edição? Discorra sobre as possibilidades de ser anunciado um anime! Abraço

    Segue o link da fonte: http://www.anmtv.xpg.com.br/importante-anuncio-para-akame-ga-kill-sera-feito-em-breve/

    • Marco

      Pode ser um Drama CD, uma OVA, um outro Spin-off ou um anime. Da última vez que anunciaram isso saiu o “Akame Ga Kill Zero”, então ser outro mangá spin-off eu acho difícil. Espero que seja um anime mas não dá pra ter certeza até anunciarem. O anuncio sai esse mês lá pro dia 21.

      • Castelo

        Olhaí, rapaz!! Anime confirmado. Vamo ver no que vai dar né. Se tu pudesse escolhe o estúdio, qual seria?

        • Marco

          O desenhista o mangá já revelou o estúdio, vai ser o White Fox (bom estúdio). Se eu fosse escolher iria de I.G Production ou Bones. O mais importante mesmo é a staff (diretor, compositor, roteirista, ect), o estúdio importa mas ele só é mais relevante para se manter um certo nível de qualidade minimo na animação. Se os produtores não liberarem uma boa grana não adianta ter um bom estúdio porque eles não vão ter dinheiro pra fazer boas cenas de ação. Se o diretor for ruim ele pode zuar tudo, se o roteirista for ruim ele pode adaptar mal o mangá e cortar ou mudar partes importantes……são muitos detalhes.

          • Leonardo Henrique

            Se eu for ficar pensando nesses detalhes vo fica depressivo xD vamo espera p ver no q vai dar

  • Leonardo Henrique

    Caramba, mto legal essa review, vc disse q o autor mata mtos personagens principais entao nisso ele é q nem SnK, sou fã de SnK mas nao axo q ele é TUDO isso q falam.
    Enfim, parabéns, e me deu mta vontade de ver esse mangá, to curioso pra ver os poderes dos personagens, quando vc falo sobre os personagens nao ficarem fortes do dia p noite, a primeira coisa q veio na minha cabeça foi Ichigo de Bleach xD.
    PS : Quase q eu procuro imgs –‘

    • Marco

      Ele é pior que o autor de SnK, em SnK quase todo mundo que morre é quadjuvante, em Akame não é bem assim…..vai ler o mangá em vez de procurar imagens XD. Depois de ler ai sim pode procurar as imagens que quiser sem medo de spoiler.

  • Hayato

    Meu med simplesmente sobre esse manga e que vai aver um anuncio grande envolvendo ele então ai fica meu medo se caso ele lançar anime provavelmente acabara por ser foco da modinhas eo meu segundo medo e que o anime dele seja aliviado demais as cenas do manga não deixando reconhecivel

    • Marco

      Não aliviaram quase nada de SnK e fez o maior sucesso, então duvido muito que resolvam aliviar Akame. A brutalidade das lutas é exatamente um dos diferenciais da obra.

      E virar modinha é só um de sinal que ficou popular. Virar modinha não denigre a obra, isso é a maior besteira já inventada (normalmente dita por pessoas que não gostam dela e querem arranjar uma desculpa pra todo mundo estar vendo o tal anime em vez de assistir o anime que ele acha que é bom).

  • G30G

    Impressionante !!

    Muito bom texto, Marco. Se o mangá possui a habilidade de te prender nele até mesmo quando está lendo sobre a obra, ou se você tem uma excelente escritura pra escrever sobre o mangá … Eu não sei …

    Mas devo dizer que ficou um excelente texto, gostei de como você abordou os pontos altos do mangá. Só não vi nenhum baixo, deve existir ( ou não, quem sabe neh ). E me pergunto agora “Como diabos eu não conheci esse mangá antes?”
    Parece ser simplesmente incrível.
    Algo que você citou, e que eu achei muito interessante, foi a respeito do humor utilizado para aliviar um pouco a série, de forma que ela não fica desagradável. Pensei inicialmente “Isso não é verdade.” No entanto me lembrei de Shingeki que acaba por pesar a mão de mais na atmosfera do mangá, isso me desagradou em um certo momento.

    De qualquer forma, uma excelente análise, posso dizer que estou ansioso por ler sua próxima recomendação, desconheço um pouco a respeito de mangás, mas sei que tem muitos que valem a pena ver. E certamente vou correr atrás de Akame Ga Kill.

    Muito obrigado, e continue com essa bela arte de escrever o

    • Marco

      Eu que agradeço. acho meus posts no máximo razoáveis mas é sempre legal quando alguém elogia.

      Sobre pontos negativos…difícil, só poderia reclamar da história ser muito linear e não ter mistérios ou plot twists como acontece em SnK, mas isso não chega a ser um ponto negativo. Acho que só poderia reclamar do autor as vezes exagerar nas expressões dos vilões. Fora isso não consigo achar grandes problemas.

      • Leonardo Henrique

        Expressoes vc quer dizer a cara q eles fazem ? Eu até gosto, mostra q eles são bem louco como a Seryuu por exemplo xD

  • Julio

    Eu já estava querendo ler Akage ga Kill, agora depois dessa review me deu mais vontade ainda.

  • pedro

    Tipo, li por causa da recomendação. Achei ótimo o mangá e tal, mas uma coisa que ficou me encomodando foram as semelhanças com outros mangas, não no sentido de história, mas sim em aspectos fsicos, como por exemplo o braço mecânico da comandande do night raid e outras coisas q me vieram a cabeça, como alguns nomes e etc (obs: como não pesquisei as datas não posso afirmar qual mangá se baseou em qual…). Sei lá, comparando snk com o akame ainda prefiro snk, não pelo que eu disse acima, mas sim pelo fato de que no snk o negócio shounen de herói pikdasgalaxia é mais escondido… (o snk valoriza mais o quão fraco o Eren é). Vamos comentar!

    • Marco

      É questão de ponto de vista. No meu caso não gosto do Eren (do resto eu gosto, principalmente do Levi). Ele grita pra caramba (coisa de protagonista shounen) e o autor não para de dar novos poderes a ele. Ele só não é super apelão porque o autor sempre vem com a desculpa “ele não sabe controlar ou nem sabe como usou”. Sabe aquele negócio de poderes convenientes em horas ainda mais convenientes ? SnK já abusou disso com o Eren duas vezes (não to falando em quais partes porque não sei até onde você leu e tals).

      Em Akame o único pica das galaxias é a Esdese (vilão). Comparado a ela o resto do elenco é só “bom”. O protagonista tem talento e é esforçado mas não tem picos de evolução doidos. Aprecio mais esse tipo de evolução gradual que você nota ao desenrolar de vários capítulos do que ficar dando novos poderes ao individuo.

      Tipo, compara o Eren ao Tatsumi como personagens e em desenvolvimento de personagem. SnK tem mais capítulos que Akame e o Eren parece quase o mesmo de quando o mangá começou (tanto psicologicamente quanto fisicamente). Se fingirmos que o Tengu do Tatsumi é o “titan mode” dele a diferença também é notória do controle que cada um dos personagens ganhou sobre seus poderes desde que os ganhou.

      Nada contra você gostar do Eren, só estou expressando meu ponto de vista e explicando o porque não gosto dele. Acho que curtiria mais SnK se o Levi ou a Mikasa fossem os protagonistas e o Eren fosse só um coadjuvante.

      • Leonardo Henrique

        Tbm gostei mto da evoluçao do Tatsumi, mtas vezes mostrou ele treinando, bem legal. Quero ver uma luta da Esdese *-* mas uma luta séria msm!

  • Essa é pra louvar de pé, igreja!

    A revista Gangan Joker da Square Enix anuncia que um adaptação em anime do mangá de Akame ga KILL!,começou a ser produzido. A produtora TOHO já registrou o domínio akame.tv.

    Pergunta: manterão o nível de sangue do mangá o terá partes censuradas?

    Vamos aguardar! Que venha Agame ga Kill!

  • Leonardo Henrique

    Anime de Akame *-*
    Tomara q ñ cagem nessa obra maravilhosa, to lendo e já se tornou meu mangá favorito. Mto bom msm, e só conheci ele graças a esse site, MTO OBG!
    Fiz besteira, fui ver em qual cap os gringos estavam e tomei um put… spoiler
    ¬¬.

    ~~SPOILER~~

    Quando a Schere morreu (ç.ç) eu pensei em parar de ler pq vi q ia ser assim, eu gostando do personagem e ele morrendo, decidi continuar, e mais personagens q eu gostava morreram, mas continuei e q obra magnífica *-*.
    Teve um certo ponto q eu nao gostava da Esdese, e nem percebi quando começei a gostar xD. Até gosto dela ser sádica, mas aquela parte de um flashback q ele ataca uma vila e manda violarem ela, teve umas partes mto pesadas :/
    Tatsumi é um bom principal.
    PS: Tatsumi X Esdese ou Tatsumi X Akame mas eu prefiro Esdese xD
    E eu quero q a OST seja q nem a de Shingeki no Kyojin ou entao a de kill la Kill, mto épica *-*

  • Leonardo Henrique

    Acham q Akame ga KILL vai vir p Brasil ? Se sim, acham q vai demorar ? To mto afim de de comprar.

    • Marco

      Vai depender do sucesso do anime. Se ficar minimamente popular é capaz de pegarem.

      • Leonardo Henrique

        Vamo torcer o/

  • Mero Mashiro

    Marco, comecei 2 dias atrás à ler o mangá do Akame ga Kill e agradeço do fundo do coração por ter-me feito ler essa obra.
    Realmente, muito obrigado. ç.ç

    Logo logo o próximo será Iris Zero.

  • Burun0
    • Marco

      Sim, até soltei no twitter do blog ontem de manha. Mas não dá pra comentar muita coisa só com isso. Quando soltarem quem vai ser o diretor e composition do anime eu faço um post dissecando todos os dados para termos uma ideia se deve sair coisa boa ou não.

      Só achei a Akame branca demais nessa chamada, parece um vampiro, tomara que tenham usado isso só no preview pra dar contraste com o fundo preto. O character design adaptado do mangá ficou bom (tá um pouco mais peituda que no mangá mas não ficou exagerado).

      No site oficial http://akame.tv/ já tem o Key Visual oficial no background (felizmente ela tá menos pálida nele)

  • Marlon

    Marco, li teu post e já estou no capítulo 36 do mangá, simplesmente uma baita história obrigado pela dica.

  • Jadie Rosa

    Ótima recomendação! Você falou do mangá maravilhosamente bem. Já vou começar a ler.

  • Marco comecei a ler o mangá de Akame ga Kill e não me arrependo nem um pouco de ter seguido sua recomendação, como você disse o mangá é foda, e o melhor do estilo que eu gosto, com ação, lutas, drama e morte, obrigado por esta excelente recomendação ^^ e quem tiver dúvidas em começar a ler o mangá deixa a dúvida de lado e mete a cara.

  • Guará

    Sério Marco, fiquei impressionado (pra não dizer assustado) com a semelhança da minha opinião com a sua. Realmente Akame ga Kill! é um dos melhores mangás que já li, e um das qualidades que você falou e eu também prezo muito nesse mangá é o fato de que em todas (é em todas mesmo) as lutas o leitor fica tenso sem saber se os protagonistas vão morrerem, se vão fracassar na missão ou até mesmo os dois, então Akame ga Kill! me trouxe esse sentimento de que os protagonistas estão arriscando suas vidas pelos seus ideais.
    Outro coisa que você citou foi a mistura de comédia, ação e drama, e eu novamente concordo com você, pois o autor soube colocar esses elementos nas horas certas, principalmente a comédia, porque em muitos shounen normais todas as lutas tem que ter algo hilário (não sei pra que isso…) , no caso desse mangá as cenas de ação não se misturam com comédia, justamente porque eles estão arriscando suas vidas.
    A questão do anime, vou falar que tenho muito medo deles alterarem a história por se tratar de um mangá muito violento ou se for um anime de 12 episódios darem um final alternativo, aqueles finais que parecem que foram feitos por uma criança de 5 anos, outro receio que tenho é de censurarem tudo e ficar igual ao anime de Deadman Wonderland. Ah! uma coisa que não gosto em Akame ga kill! é esse estilo Power Rangers, onde cada um tem sua cor, mas isso é frescura minha, não afeta em nada no mangá.

    Sobre a analise gostei muito, meus parabéns! Ficou muito boa!

  • oga tatsumi

    Já foi anunciada a data do anime, o primeiro episódio vai ser em 7 de julho!!!

    Tô ansioso e nervoso demais pra descrever, não quero que fique supercensurado, mas não sei se aguento o capítulo 23.5 em forma de anime (não sei se é esse o número, é o extra com o cachorro) Ç__Ç

    Julho vai ser foda, Akame ga Kill, SAO II… ainda bem que eu tenho férias /o/

    • Marco

      Duvido que vão colocar aquele capitulo. E ser censurado deveria ser a menor das preocupações do povo. Ter um animação descente é muito mais importante. Censura sai na versão BD, animação ruim não tem cura. Lá pra segunda ou terça vou soltar um post dissecando a staff e o povo vai ver que censura não é o maior dos problemas do anime e sim a staff mediana.

      • Castelo

        A staff tá paia?

        • oga tatsumi

          Tudo que eu sei é que o Braht tem o mesmo dublador do Kamina, então… é… vai rolar cachoeiras de suor másculo dos meus olhos.

          • Marco

            O cast(dubladores) está ok tirando o Tatsumi e a dubladora da Esdese, que não sei se vão conseguir fazer um bom trabalho. O maior problema é o diretor e chefe diretor de animação que são bem medianos e não tem bons contatos com animadores top.

  • muito obrigado marco por esta recomendação eu a li há uns 6 ou 7 meses atrás mais só fui comentar agora comecei a ler o mangá naquela época e achei muito foda um dos melhores mangás que já vi na vida e acompanho até hoje e nem que demore 10 anos irei acompanhar até o final vlws por informar sobre este mangá era bem o que eu estava procurando

  • Guilherme MS

    Já ia ler o mangá por causa que estou gostando muito do anime e o pessoal dizia que ia ser ruim mas pelo que eu vi ta bem fiel ao mangá e ta fluindo muito bem o que me fez gostar do anime e me interessar pelo mangá porque ta tenso esperar uma semana para um episodio que acaba só piscando o olho.

    • Marco

      Recomendo que espere o anime acabar. O anime perde metade da graça quando você já sabe o que vai acontecer a seguir. Fora que embora o anime siga o mangá ele comete alguns erros aqui e não adapta tudo a contento.

      Se não aguentar beleza mas eu recomendaria esperar o anime terminar pra ir pro mangá.

      • Guilherme MS

        nada eu também tava pensando se era melhor terminar o anime para depois partir par o mangá, para mim a animação ta muito boa ao meu ver não deixa a desejar e fico contando os dias para o próximo episódio de qualquer jeito ja baixo os capítulos e deixo aqui mesmo vlw por responder.
        vou seguir o conselho e aproveitar mais e olha que vai ser dois cours não ta nen na metade.

    • warcher

      se precisa ir num medico entao

  • Hades Maru

    eu estava num outro forum ai um pessoal estavam fazendo comparaçoes entre tokio ghoul e akame no kill. era tg isso tg aquilo ai eu fui assistir pra ver .po fala serio e so minha opinâo afff que anime zuaaaaaaaado . nâo se ofendam quem gosta mas e muito emo

  • Hades Maru

    eu to baixando de um fanzuber ai e la estava escrito que esse anime e echi. ou eu nâo sei oq e echi ou eles estâo bem viajando

  • Andre Abreu de Oliveira

    kkk se ta zoando com minha cara

  • warcher

    atualização do publico em relação ao post

    sem dar spoiler da historia
    o anime/ mais ou menos o manga tbm tá entre as top 5 piores coisas já feitas pelo ser humano ate uma parte tava perfeito mais depois na moral cara se poupem de ver um negocio tão ruim vocês no fim vão me agradecer
    se acontecer uma reviravolta inacreditavelmente bem feita ainda da pra salvar o anime mais ate agora tá um lixo só 03/01/2015.

    • Yato

      final tenso

    • Paulo Victor

      Tá puta assim por que o teu personagem favorito de AGK morreu né? Se toca fi, cada pessoa tem seus gostos pra assistir o que quiser, se o gênero não te agradou, vá ver aqueles shounens que o protagonista é imortal e tá sempre de hack.

  • Cesar Augusto

    O anime é muito bom! Gostei muito! No entanto, acho que deveriam ter explorado mais as interações das personagens entre si. Assim, quando um desses personagem morrer, acredito que seria mais dramático – isso não quer dizer que este anime não seja dramático. Repito: Anime muito bom! Não me arrependo de ter gastado meu tempo vendo ele!

  • Elienay Junior

    Os caras ficam reclamando, dando spoiler, criticando e tudo mais……..pow vei vai assistir outro então!